Pular para o conteúdo principal

Uma resposta aos seguidores do Voz da Verdade

Para Igreja Voz da Verdade só existe Jesus, ou seja, Deus é Jesus, o Espírito Santo é Jesus e Jesus é Jesus. Pode isso produção?




Sabemos que a Igreja Evangélica Voz da Verdade tem professado nos últimos anos uma variante da fé unicista conhecida como Sabelianismo Modal.

Essa heresia não é nova, podemos dizer que se trata de um tipo modalista de monarquianismo. Sendo assim os adeptos dessa crença defendem que a Divindade é composta de UMA PESSOA, que interage com a humanidade em “modos” diferentes: Às vezes como Pai, outras vezes como Filho, e ainda outras como Espírito Santo.

O proponente dessa heresia foi excomungado, e sua doutrina que passou a ser conhecida como sabelianismo foi oficialmente condenada ainda no terceiro século, cem anos antes do concílio de Niceia.

Minha referência ao concílio de Niceia aqui, se dá apenas para ancorar a história e evitar que defensores dessa heresia digam que a Trindade foi “inventada” nesse concílio, então fica claro aqui que Sabélio e sua doutrina modalista foram expulsos da Igreja mais de cem anos antes do concílio de Niceia.

Isso dito, gostaria de considerar apenas um de muitos textos que deixam claro a existência do conceito de pluralidade na Divindade.

Para isso gostaria de analisar dois versículos do Evangelho de João:

João 8.54 “Jesus respondeu: Se eu me glorifico a mim mesmo, a minha glória não é nada; quem me glorifica é meu Pai, o qual dizeis que é vosso Deus.”

No texto, Jesus deixa claro que se Ele glorificasse a Si mesmo, essa glória não seria nada.

O verbo “GLORIFICO” usado ali é flexão do verbo grego “doxa” que significa: Glória; sendo assim, Jesus está dizendo nesse texto que se Ele glorificasse a Si próprio, essa glória não teria validade alguma.

O segundo texto que eu gostaria de considerar ainda no mesmo Evangelho é:

Jo 17.5 “E agora glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela glória que tinha contigo antes que o mundo existisse.”

O verbo utilizado nesse texto, é exatamente o mesmo verbo grego “doxa” que ali tem outra flexão por conta da concordância com o sujeito na oração; obviamente por se tratar da mesma palavra Grega, temos então o mesmo significado. Nesse Texto, Jesus está falando com O Pai em oração e pedindo que O Pai O glorificasse com a Glória que Ele tinha com o Pai desde antes que houvesse mundo.

Feita uma análise básica nos verbos gregos repetidos por Jesus, entendemos as seguintes verdades:

1- Jesus Cristo entende que se Ele mesmo se glorificar diante dos homens, essa glória não teria valor algum, conforme Ele mesmo citou no Texto de Jo 8.54.

2- Jesus Cristo em oração, pedia ao Pai que O glorificasse, com a mesma glória que Ele já tinha junto com o Pai antes da fundação do mundo. Essa oração está clara em Jo 17.5.

Colocadas as questões e apresentados os textos, fica muito claro que Jesus e Pai não podem ser a mesma pessoa porque se fosse esse o caso, Jesus estaria orando a Ele mesmo em Jo 17.5 e pedindo a Ele mesmo que O Glorificasse; atitude condenada por Ele mesmo em Jo 8.54.

Sendo assim precisamos agora entender se Jesus estava orando a Ele mesmo, e pedindo a Ele mesmo que glorificasse a Ele mesmo, contrariando o que Ele mesmo disse… Ou podemos entender que Jesus e o Pai são pessoas distintas e que Ele estava orando ao Pai Pedindo que O Glorificasse, tornando assim sua glória Válida.

Existem muitos outros textos que mostram com clareza que Jesus não é o Pai, mas em outros estudos poderemos oportunamente abordar cada texto analisando com cuidado para assim crescermos cada vez mais na Fé.

Pr Sézar Cavalcante

Fonte: CACP

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POLÍTICA SOCIAL Vergonha para os baianos: dos 100 piores municípios para se viver em todo país, quase metade desses estão no estado da Bahia

Foto: Jucuruçu, no extremo sul da Bahia, é citado na lista Quatro em cada dez cidades brasileiras consideradas as piores para se viver ficam na Bahia. A informação é baseada em um relatório divulgado anualmente pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), que considera um índice similar ao IDH-M (Índice de Desenvolvimento Humano Municipal, que avalia longevidade, educação e renda da população) da Organização das Nações Unidas. O Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM) acompanha o desenvolvimento socioeconômico de todos os mais de 5 mil municípios brasileiros também em três áreas de atuação: emprego e renda, educação e saúde. O índice varia de 0 (mínimo) a 1 ponto (máximo) e quanto mais próximo de 1, maior o desenvolvimento da localidade. De acordo com os dados da Firjan, 55,2% do total das cidades possuem desenvolvimento moderado, e 1,9% (106 cidades) estão com baixo desenvolvimento, ou seja, abaixo de 0,4. Apenas 332 cidades (6% do total) possuem alto d

Mais um que apoia o Partido das Trevas: Pastor Daniel Elias da Assembleia de Deus vira garoto propaganda do PT para atrair evangélicos

O pastor é uma das armas do PT para se infiltrar nas igrejas evangélicas Pastor Daniel Elias (Reprodução) A nova estratégia do PT (Partido dos Trabalhadores), para ter um melhor desempenho nas eleições municipais de 2020, é a aproximação dos evangélicos. A pedido do ex-presidente Lula, o partido está criando núcleos evangélicos nos estados para tentar conquistar a classe evangélica que já provou que pode fazer a diferença nas urnas. Uma das armas do PT para se infiltrar nas igrejas é o pastor da Assembleia de Deus de Duque de Caxias RJ, Daniel Elias. O líder religioso é militante do PT e discípulo fiel de Lula. Há um ano ele virou notícia em todo país quando viajou até Curitiba, no Paraná, para realizar um ato profético em favor do ex-presidente que estava preso na carceragem da Polícia Federal (PF). Daniel Elias, de 38 anos, ungiu o cadeado do portão da sede da PF. O pastor admite que a articulação enfrenta dificuldades.  “O grupo ligado à direita chegou primeiro

Quem são os 7 pastores mais respeitados do Mundo; Saiba agora

Não é uma tarefa tão fácil escolher entre tantos o 7 pastores mais respeitados do Brasil. Com certeza alguém poderá ficar de fora, outra questão é escolher entre as tantas linhas religiosas que existem Não é uma tarefa tão fácil escolher entre tantos o 7 pastores mais respeitados do Brasil. Com certeza alguém poderá ficar de fora, outra questão é escolher entre as tantas linhas religiosas que existem. Outra pergunta é: Ele é tão bom, se é! Por que é? Ou é escolhido bom apenas pela sua fama? Muitas vezes o bom é aquele que contraria as multidões, mas o bom pode também estar entre as multidões, “Não devemos esquecer que por se tratar da Palavra de Deus, o discurso do pregador deve ser embasado nas Escrituras sempre” então fica ai minha dica e junto também uma de suas mensagem. No VÍDEO abaixo você vai conferir os nomes dos pastores que o Brasil inteiro conhece. São pastores de grandes ministérios que contem números altos de fieis sobre a presença de Deus. Hoje nas