Notícias do Mundo Inteiro

Header Ads

Malafaia critica equiparar homofobia a racismo: “Raça é condição, gay é comportamento”

STF julga neste momento duas ações que criminalizam a homofobia

Silas Malafaia

O pastor Silas Malafaia criticou as ações que estão sendo julgadas no Supremo Tribunal Federal nesta quarta-feira (13) que buscam criminalizar a homofobia, equiparando ao crime de racismo.
“Qualquer um que se sentir agredido, ofendido, já existem leis para isso. Comparar homofobia a racismo é piada. Raça é condição, gay é comportamento”, declarou ele no Twitter.
O pastor lembrou que os números usados na ação para pedir a proteção de homossexuais se referem a mortes por crimes diversos, entre eles crimes passionais que, segundo o religioso, correspondem a 50% dos casos.
“O ativismo gay manipula! Pelo menos 50% de crimes contra gays são praticados por brigas de amor entre eles. O jogo é tão bandido, todo gay assassinado entra na estatística de homofobia. Não sou a favor de crime contra ninguém. Gay não é morto por assalto, brigas, só homofobia”, completou o pastor.
Malafaia teve uma importante participação para o arquivamento do Projeto de Lei 122/2006 que também buscava criminalizar a homofobia. Assim como fez na época, ele tem se posicionado contra a Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão (ADO) 26 e do Mandado de Injunção (MI) 4733 que possuem o mesmo teor.
GPrime

Postar um comentário

0 Comentários