Pular para o conteúdo principal

Radicais islâmicos matam pastor e fiéis a tiros durante culto evangélico na África

WILL R. FILHO




A onda de violência contra os cristãos que vivem na África tem tomado proporções cada vez maiores nos últimos anos. Como se já não bastasse o verdadeiro genocídio de cristãos constatado na Nigéria, agora em Burkina Fasso, outro país da região, também vem apresentando novos casos de perseguição religiosa.
Um dos episódios mais recentes ocorreu neste domingo (28) em uma igreja situada ao Norte do país, segundo informações das autoridades locais, precisamente na cidade de Silgadji, capital da província Soum.
A agência de notícias Reuters informou que desde dezembro passado o governo de Burkina Fasso já havia declarado estado de emergência em várias províncias do norte que faz fronteira com o Mali, exatamente por causa do risco de ataques islâmicos na região, incluindo a parte onde ocorreu o atentado deste domingo.
Rinaldo Depagne, diretor de projetos da África Ocidental no International Crisis Group, informou que esse tipo de ataque tem como objetivo minar o clima de pacifismo na região, algo que tem sido constatado em várias partes do mundo.
Ou seja, segundo Depagne, os ataques partem de grupos radicais específicos que utilizam a violência como ferramenta político-ideológica, porém, motivados pelo fanatismo religioso.
“Grupos armados… têm todo interesse em perturbar ou ir contra o bom entendimento entre religiões. Temos observado essa estratégia em outros países da região e do mundo”, disse ele.
Em Burkina Fasso, cerca de 60% da população é muçulmana, segundo o Departamento de Estado dos Estados Unidos. Ao menos 25% é cristã e outros são praticantes das crenças indígenas.
Em apenas dois anos, entre 2016 e 2018, os ataques motivados pelo radicalismo religioso em Burkina Fasso aumentaram de 12 para 158, de acordo com o projeto Localização de Conflitos Armados e Dados de Eventos (Acled).
São números alarmantes que chamam atenção não apenas para a necessidade de oração das igrejas cristãs pelos fiéis que vivem no país, para que tenham coragem e firmeza diante das perseguições, mas também do governo, para que intervenha no sentido de identificar, reprimir e punir os grupos extremistas responsáveis por esses atentados.
Fonte: Gospel Mais

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POLÍTICA SOCIAL Vergonha para os baianos: dos 100 piores municípios para se viver em todo país, quase metade desses estão no estado da Bahia

Foto: Jucuruçu, no extremo sul da Bahia, é citado na lista Quatro em cada dez cidades brasileiras consideradas as piores para se viver ficam na Bahia. A informação é baseada em um relatório divulgado anualmente pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), que considera um índice similar ao IDH-M (Índice de Desenvolvimento Humano Municipal, que avalia longevidade, educação e renda da população) da Organização das Nações Unidas. O Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM) acompanha o desenvolvimento socioeconômico de todos os mais de 5 mil municípios brasileiros também em três áreas de atuação: emprego e renda, educação e saúde. O índice varia de 0 (mínimo) a 1 ponto (máximo) e quanto mais próximo de 1, maior o desenvolvimento da localidade. De acordo com os dados da Firjan, 55,2% do total das cidades possuem desenvolvimento moderado, e 1,9% (106 cidades) estão com baixo desenvolvimento, ou seja, abaixo de 0,4. Apenas 332 cidades (6% do total) possuem alto d

Mais um que apoia o Partido das Trevas: Pastor Daniel Elias da Assembleia de Deus vira garoto propaganda do PT para atrair evangélicos

O pastor é uma das armas do PT para se infiltrar nas igrejas evangélicas Pastor Daniel Elias (Reprodução) A nova estratégia do PT (Partido dos Trabalhadores), para ter um melhor desempenho nas eleições municipais de 2020, é a aproximação dos evangélicos. A pedido do ex-presidente Lula, o partido está criando núcleos evangélicos nos estados para tentar conquistar a classe evangélica que já provou que pode fazer a diferença nas urnas. Uma das armas do PT para se infiltrar nas igrejas é o pastor da Assembleia de Deus de Duque de Caxias RJ, Daniel Elias. O líder religioso é militante do PT e discípulo fiel de Lula. Há um ano ele virou notícia em todo país quando viajou até Curitiba, no Paraná, para realizar um ato profético em favor do ex-presidente que estava preso na carceragem da Polícia Federal (PF). Daniel Elias, de 38 anos, ungiu o cadeado do portão da sede da PF. O pastor admite que a articulação enfrenta dificuldades.  “O grupo ligado à direita chegou primeiro

Quem são os 7 pastores mais respeitados do Mundo; Saiba agora

Não é uma tarefa tão fácil escolher entre tantos o 7 pastores mais respeitados do Brasil. Com certeza alguém poderá ficar de fora, outra questão é escolher entre as tantas linhas religiosas que existem Não é uma tarefa tão fácil escolher entre tantos o 7 pastores mais respeitados do Brasil. Com certeza alguém poderá ficar de fora, outra questão é escolher entre as tantas linhas religiosas que existem. Outra pergunta é: Ele é tão bom, se é! Por que é? Ou é escolhido bom apenas pela sua fama? Muitas vezes o bom é aquele que contraria as multidões, mas o bom pode também estar entre as multidões, “Não devemos esquecer que por se tratar da Palavra de Deus, o discurso do pregador deve ser embasado nas Escrituras sempre” então fica ai minha dica e junto também uma de suas mensagem. No VÍDEO abaixo você vai conferir os nomes dos pastores que o Brasil inteiro conhece. São pastores de grandes ministérios que contem números altos de fieis sobre a presença de Deus. Hoje nas