Pular para o conteúdo principal

Lobo em pele de dragão

Acreditar em alguma semelhança do pensamento esquerdista com o pensamento cristão, não é ingenuidade. É demência. Não é nem miopia.

Karl Marx. (Foto: Reprodução)

Nada é mais anticristão que o comunismo. Não só porque o ateísmo é o seu fundamento e porque ele se desenvolve na negação de qualquer coisa além da matéria, de qualquer vida além da social.
Não só porque a dupla Marx-Engels acreditava ter descoberto a chave da história e qualquer outra explicação, principalmente a cristã, não passava de mero embuste, nem merecia atenção. Não só porque a crítica à religião sempre foi sua grande crítica. Mas principalmente porque ele matou milhares de cristãos em sua senda sanguinária, unicamente porque eles eram cristãos. Só isto já basta.

Portanto, a tentativa da esquerda de apossar-se dos símbolos e conceitos do cristianismo para defender seus interesses soa abertamente ridícula. Seria o mesmo que dizer que Maomé foi um pacifista, Hitler um democrata e conceder a Idi Amin o Nobel da paz. Isso só faria sentido no mundo distópico de 1984, aliás, obra imperdível para quem quer entender tanto as monstruosidades quanto as sutilezas cruéis do pensamento esquerdista. Ainda posso dizer que tentar unir cristianismo e esquerdismo faz tanto sentido quanto a “ditadura democrática” que Mao Tsé Tung afirmou estar construindo. Quadrados redondos, fogos frios e luzes escuras do marxismo.
Mas isto não é novo. Na década de 80, naquilo que hoje se chama ensino médio, eu já tinha meu professor-doutrinador esquerdista, como obriga a cartilha gramsciana. Chamava-se Mário.
Para variar, professor de história (segundo estatísticas 88% são esquerdistas). Eu era um recém convertido ao cristianismo evangélico e ele tentava nos convencer que a descrição da Igreja de Jerusalém era exatamente o que o comunismo pregava. Claro que ele não disse que, tirando o fato que dos cristãos voluntariamente repartirem seus bens, tudo no comunismo era diferente.
Não havia um Deus para sancionar valores morais; Jesus não tinha nenhuma importância no comunismo; ao invés de ato voluntário, o comunismo teria que ser forçado a preço de sangue (e quanto sangue!) contra os discordantes. Também, apesar de professor de história, nunca nos contou nada sobre padres, pastores e cristãos em geral sendo mortos por trás das cortinas. Isso eu aprendi lendo a literatura sobre o assunto. Enfim, eu não era nenhum expert nem em cristianismo nem em comunismo, mas não engoli a farsa.
E esse sincretismo descarado e sem-vergonha, vai tentando se impor, não mais nos meios teológicos e acadêmicos, como faz a teologia da libertação e da missão integral. Quer agora convencer os cristãos em geral que Jesus foi o fundador do comunismo!
Isto também não me espanta. As religiões não cristãs, para conquistar o Ocidente, há muito que usam certos termos bíblicos, teológicos ou cristãos como disfarce.
A Nova Era, puro misticismo hindu, fala do “Cristo cósmico”. A Igreja Messiânica, pura religião japonesa, se diz igreja, mas rejeita o Novo Testamento e seu “messias” é japonês, mesmo que o conceito e a palavra sejam hebraicos. O marxismo, como religião política, também tenta seus sincretismos.
Os escravos africanos, para manter seus deuses, apelaram para o sincretismo. Oxála virou Jesus Cristo, Iansã virou Santa Barbará, Ogum virou São Jorge. E daí por diante. Os socialistas tentam fazer o mesmo. Jesus é um revolucionário social, Deus uma expressão de agonia econômica, Reino de Deus vira sistema socialista, salvação eterna se transforma em fim das classes sociais, enquanto proletários e camponeses são uma classe semi-divina que redimirá a humanidade. Só falta dizer que Lula é o apóstolo Paulo e os fundadores do PT o grupo dos Doze.
Acreditar em alguma semelhança do pensamento esquerdista com o pensamento cristão, não é ingenuidade. É demência. Não é nem miopia.
É cegueira completa. As tentativas de unir ambos é puro embuste. Não se trata de água e óleo que não se misturam. Trata-se de trevas e luz que não podem permanecer simultaneamente em um mesmo lugar. Seja dentro de uma mente coerente, seja formando o contexto cultural.
Cristãos do Brasil, uni-vos. E não permitais que esse lobo em pele de dragão seja tratado como um cordeiro inofensivo. Ingenuidade não é virtude. Covardia não é força.
Fonte: Gospel Prime

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Quem são os 7 pastores mais respeitados do Mundo; Saiba agora

Não é uma tarefa tão fácil escolher entre tantos o 7 pastores mais respeitados do Brasil. Com certeza alguém poderá ficar de fora, outra questão é escolher entre as tantas linhas religiosas que existem Não é uma tarefa tão fácil escolher entre tantos o 7 pastores mais respeitados do Brasil. Com certeza alguém poderá ficar de fora, outra questão é escolher entre as tantas linhas religiosas que existem. Outra pergunta é: Ele é tão bom, se é! Por que é? Ou é escolhido bom apenas pela sua fama? Muitas vezes o bom é aquele que contraria as multidões, mas o bom pode também estar entre as multidões, “Não devemos esquecer que por se tratar da Palavra de Deus, o discurso do pregador deve ser embasado nas Escrituras sempre” então fica ai minha dica e junto também uma de suas mensagem. No VÍDEO abaixo você vai conferir os nomes dos pastores que o Brasil inteiro conhece. São pastores de grandes ministérios que contem números altos de fieis sobre a presença de Deus. Hoje nas

Mais um que apoia o Partido das Trevas: Pastor Daniel Elias da Assembleia de Deus vira garoto propaganda do PT para atrair evangélicos

O pastor é uma das armas do PT para se infiltrar nas igrejas evangélicas Pastor Daniel Elias (Reprodução) A nova estratégia do PT (Partido dos Trabalhadores), para ter um melhor desempenho nas eleições municipais de 2020, é a aproximação dos evangélicos. A pedido do ex-presidente Lula, o partido está criando núcleos evangélicos nos estados para tentar conquistar a classe evangélica que já provou que pode fazer a diferença nas urnas. Uma das armas do PT para se infiltrar nas igrejas é o pastor da Assembleia de Deus de Duque de Caxias RJ, Daniel Elias. O líder religioso é militante do PT e discípulo fiel de Lula. Há um ano ele virou notícia em todo país quando viajou até Curitiba, no Paraná, para realizar um ato profético em favor do ex-presidente que estava preso na carceragem da Polícia Federal (PF). Daniel Elias, de 38 anos, ungiu o cadeado do portão da sede da PF. O pastor admite que a articulação enfrenta dificuldades.  “O grupo ligado à direita chegou primeiro

IRMÃ DULCE, SANTA? SERÁ? IRMÃ DULCE E O SEU LADO OBSCURO

IRMÃ DULCE E O SEU LADO OBSCURO Retrato de Irmã Dulce Deixar de reconhecer que a D. Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, filha de Augusto Lopes Pontes e de Dulce Maria de Souza Brito, conhecida mundialmente como Irmã Dulce, fez um trabalho filantrópico, sacrificial, e altruísta, é ser um ignorante, tendencioso e ingrato. Nascida em 26 de maio de 1914, na capital baiana, e falecida no dia 13 de março de 1992,  foi uma religiosa católica brasileira que dedicou a sua vida a ajudar os doentes e os mais necessitados. Foi beatificada pelo Papa Bento XVI, no dia 10 de dezembro de 2010, passando a ser reconhecida com o título de "Bem-aventurada Dulce dos Pobres". Será canonizada pelo Papa Francisco em uma celebração no Vaticano no dia 13 de outubro de 2019. Por ser muito jovem ela foi recusada pelo Convento de Santa Clara. Formou-se em professora primaria em 08 de fevereiro de 1932 e um ano após entrou para a Congregação Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição de D