Pular para o conteúdo principal

O que exatamente os vazamentos do Intercept provaram até agora?

Estão prometendo um furacão e publicando brisas suaves que já estão dando sono.

Por Maycson Rodrigues

Glenn Greenwald e David Miranda. (Foto: Elza Fiúza / Agência Brasil)

Em uma hora, tudo pode mudar. Os vazamentos “bombásticos” do site panfletário The Intercept Brasil provam a cada dia que a motivação é pouquíssima jornalística e muitíssimo política. Estamos diante de um espetáculo circense que vai se aproximando do apagar das luzes.
Glenn Greenwald já disse que sua fonte é anônima e depois que precisava “garantir a proteção de sua fonte”. Ou seja, ele não sabe quem é, mas precisa proteger quem nem sabe quem é de qualquer represália do Estado.
O material obtido de forma criminosa pouco revela de concreto que possa incriminar o ex-juiz e agora ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro, e suas sabatinas no Senado e na Câmara apenas serviram para fortalecê-lo politicamente.
De lá pra cá, vimos manifestações populares espontâneas em favor da Lava Jato. O povo é efetivamente contra a corrupção, e demonstra isso apoiando a maior operação anticorrupção da história deste mundo.
Recentemente, o senhor Greenwald trocou alguns nomes e depois editou. Prova inequívoca de que este material pode ser parcial ou totalmente adulterado. Além disso, até o momento, o material colhido de forma ilícita não foi entregue às autoridades competentes – o que mostra o caráter deste jornalista.
Eles, do Intercept, estão prometendo um furacão e publicando brisas suaves que já estão dando sono. Mais sensacionalismo do que isso, talvez somente possa ser visto no site “sensacionalista.com.br”, e ainda assim não sei se você encontrará algo mais tendencioso e imparcial.
O site não trouxe até o momento nenhuma prova que justifique uma anulação de processo. Nada que pudesse mudar o rumo das investigações ou que inocentasse o Lula, por exemplo.
Não há até agora um áudio do Moro pedindo para manipular alguma prova, ou confessando que está trabalhando por motivações políticas. Nada que dê a entender que houve uma tentativa orquestrada de incriminar homens honestos e íntegros, como Lula ou Cabral.
É interessante ver que os políticos e jornalistas que estão dando 100% de confiabilidade às matérias do site evitam bastante de pedir que toda a Lava Jato seja anulada. Por que será? Porque temos alguns presos do MDB e outros do PSDB? Porque Moro julgou algo corretamente e só errou no caso do Lula? Fico com essa indagação.
O que podemos concluir é que, até o momento, os vazamentos só provam que este site não é imparcial politicamente, não trabalha pelo fim último do jornalismo que é informar e ainda faz uso de narrativas em cima de um conteúdo possivelmente editado – em alguns casos muito mal editado – e que possuem nenhuma validade para acusar o então Juiz de ter cometido algum ilícito, e a tendência é que o jogo vire e o verdadeiro investigado se chame Glenn Greenwald.
É importante dizer também que, quando falamos que o conteúdo é “editado”, estamos afirmando que o conteúdo está sendo manipulado para que faça algum sentido ao leitor de que o juiz prevaricou – o que até o momento não se mostra nada consistente e muito menos convincente no aspecto penal.
Somente um grupo está acreditando piamente em tudo e levando a sério cada reportagem: a militância de esquerda que não admite a derrota nas últimas eleições. São os defensores de corruptos e passadores de pano para bandido.
O currículo vasto do jornalista, sua reputação internacional e sua fama de excelente profissional não são nada quando analisamos os fatos e percebemos facilmente que ele, simplesmente, usa de sua força para tentar frear os avanços do poder público no combate à corrupção.
Aguardemos os próximos capítulos. Se bem que, se essa é uma jogada jornalística de se divulgar os fatos como uma série de TV é bem mais preferível assistir qualquer série da Netflix.
Pelo menos você não dorme no segundo ou no terceiro episódio.
Fonte: Gospel Prime

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Quem são os 7 pastores mais respeitados do Mundo; Saiba agora

Não é uma tarefa tão fácil escolher entre tantos o 7 pastores mais respeitados do Brasil. Com certeza alguém poderá ficar de fora, outra questão é escolher entre as tantas linhas religiosas que existem Não é uma tarefa tão fácil escolher entre tantos o 7 pastores mais respeitados do Brasil. Com certeza alguém poderá ficar de fora, outra questão é escolher entre as tantas linhas religiosas que existem. Outra pergunta é: Ele é tão bom, se é! Por que é? Ou é escolhido bom apenas pela sua fama? Muitas vezes o bom é aquele que contraria as multidões, mas o bom pode também estar entre as multidões, “Não devemos esquecer que por se tratar da Palavra de Deus, o discurso do pregador deve ser embasado nas Escrituras sempre” então fica ai minha dica e junto também uma de suas mensagem. No VÍDEO abaixo você vai conferir os nomes dos pastores que o Brasil inteiro conhece. São pastores de grandes ministérios que contem números altos de fieis sobre a presença de Deus. Hoje nas

Mais um que apoia o Partido das Trevas: Pastor Daniel Elias da Assembleia de Deus vira garoto propaganda do PT para atrair evangélicos

O pastor é uma das armas do PT para se infiltrar nas igrejas evangélicas Pastor Daniel Elias (Reprodução) A nova estratégia do PT (Partido dos Trabalhadores), para ter um melhor desempenho nas eleições municipais de 2020, é a aproximação dos evangélicos. A pedido do ex-presidente Lula, o partido está criando núcleos evangélicos nos estados para tentar conquistar a classe evangélica que já provou que pode fazer a diferença nas urnas. Uma das armas do PT para se infiltrar nas igrejas é o pastor da Assembleia de Deus de Duque de Caxias RJ, Daniel Elias. O líder religioso é militante do PT e discípulo fiel de Lula. Há um ano ele virou notícia em todo país quando viajou até Curitiba, no Paraná, para realizar um ato profético em favor do ex-presidente que estava preso na carceragem da Polícia Federal (PF). Daniel Elias, de 38 anos, ungiu o cadeado do portão da sede da PF. O pastor admite que a articulação enfrenta dificuldades.  “O grupo ligado à direita chegou primeiro

IRMÃ DULCE, SANTA? SERÁ? IRMÃ DULCE E O SEU LADO OBSCURO

IRMÃ DULCE E O SEU LADO OBSCURO Retrato de Irmã Dulce Deixar de reconhecer que a D. Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, filha de Augusto Lopes Pontes e de Dulce Maria de Souza Brito, conhecida mundialmente como Irmã Dulce, fez um trabalho filantrópico, sacrificial, e altruísta, é ser um ignorante, tendencioso e ingrato. Nascida em 26 de maio de 1914, na capital baiana, e falecida no dia 13 de março de 1992,  foi uma religiosa católica brasileira que dedicou a sua vida a ajudar os doentes e os mais necessitados. Foi beatificada pelo Papa Bento XVI, no dia 10 de dezembro de 2010, passando a ser reconhecida com o título de "Bem-aventurada Dulce dos Pobres". Será canonizada pelo Papa Francisco em uma celebração no Vaticano no dia 13 de outubro de 2019. Por ser muito jovem ela foi recusada pelo Convento de Santa Clara. Formou-se em professora primaria em 08 de fevereiro de 1932 e um ano após entrou para a Congregação Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição de D