segunda-feira, 30 de setembro de 2019

Islamismo: Uma religião perigosa


Islamismo: Uma religião perigosa, Pr. Martinez mostra evidências



Por Flávio Martinez


Sura 2:191 – Matai-os onde quer que os encontreis e expulsai-os de onde vos expulsaram, porque a perseguição é mais grave do que o homicídio. Não os combatais nas cercanias da Mesquita Sagrada, a menos que vos ataquem. Mas, se ali vos combaterem, matai-os. Tal será o castigo dos incrédulos.
Sura 4:91…capturai-os e matai-os, onde quer que os acheis, porque sobre isto vos concedemos autoridade absoluta.
Sura 40:25 – Matai os filhos varões daqueles que, com ele, crêem, e deixai com vida as suas mulheres! Porém, a conspiração dos incrédulos do improfícua.
Sura 9 – 111.Deus cobrará dos fiéis o sacrifício de seus bens e pessoas, em troca do Paraíso. Combaterão pela causa de Deus, matarão e serão mortos. É uma promessa infalível, que está registrada na Tora, no Evangelho e no Alcorão. E quem é mais fiel à sua promessa do que Deus? Regozijai-vos, pois, a troca que haveis feito com Ele. Tal é o magnífico benefício.
Sura 9:5;29 – Mas quanto os meses sagrados houverem transcorrido, matai os idólatras(564), onde quer que os acheis; capturai-os, acossai-os e espreitai-os… Combatei aqueles que não crêem em Deus e no Dia do Juízo Final, nem abstêm do que Deus e Seu Mensageiro proibiram, e nem professam a verdadeira religião…

Na Tradição Islâmica se encontra o seguinte: Fazei guerra, com sangue e extermínio, a todos que não crêem em Deus (Alá)… Quando encontrardes com os infiéis, matai-os.(Hadith)
Fonte: CACP



O que algumas seitas diziam sobre os negros?

Por Flávio Martinez

Veja abaixo o preconceito racial que era pregado entre algumas seitas no início do movimento. Observe a terminologia discriminatória e as sutilezas fraseológicas com que eram empacotadas tais declarações:
1. Os Mórmons e sua teologia racista 
“Devo dizer-vos qual é a lei de Deus com relação à raça africana? Se o homem que pertence à semente escolhida [mórmon] misturar seu sangue com a semente de Caim [negros], a penalidade, sob a lei de Deus, é a morte no local. ISSO SEMPRE SERÁ ASSIM.” (Brigham Young, Journal of Discourses [jornal de sermões], vol. 10, pág. 110)
“Vós vedes algumas classes da família humana que são pretas, incultas, indecentes, desagradáveis e baixas em seus hábitos, selvagens e aparentemente privadas de quase todas as bênçãos da inteligência que em geral são concedidas à humanidade…” (Joseph Fielding Smith, The Way to Perfection [O caminho para a perfeição, página 102]
2. Adventistas do Sétimo Dia: conselhos preconceituosos. 
“Mas há uma objeção ao casamento da raça branca com a preta. Todos devem considerar que não têm o direito de trazer à sua prole aquilo que a coloca em desvantagem; não têm o direito de lhe dar como patrimônio hereditário uma condição que os sujeitariam a uma vida de humilhação. Os filhos desses casamentos mistos têm um sentimento de amargura para com os pais que lhes deram essa herança para toda a vida”. (“Mensagens Escolhidas – vol.2” CPB, Sto. André, SP – 1985 págs. 343 e 344).
“Em resposta a indagações quanto à conveniência de casamento entre jovens cristãos de raças branca e preta, direi que nos princípios de minha obra esta pergunta me foi apresentada, e o esclarecimento que me foi dado da parte do Senhor foi que esse passo não deveria ser dado…Nenhuma animação deve ser dada a casamentos dessa espécie entre nosso povo…” ( op.cit.)
E ainda:

“Todas as espécies de animais que Deus havia criado foram preservadas na arca de Noé. As espécies mescladas que Deus não criou, e que foram o resultado de amalgamas (mistura de raças), foram destruídas pelo dilúvio. Desde o dilúvio, tem havido amalgama (mistura de raças) entre seres humanos e bestas , como pode-se ver … em certas raças de homens” (Ellen G White em Spiritual Gifts, Edição de 1864 e tornou a ser publicado em Spirit of Prophecy na Edição de 1870). 

3. Testemunhas de Jeová. Negros: raça inferior criada por Jeová 
“As raças negra e latina provavelmente sempre serão inclinadas à superstição.” (Torre de Vigia de Sião de 1/4/1908, p. 99 – em inglês)
“…É verdade que a raça branca exibe algumas qualidades de superioridade sobre qualquer outra… há grandes diferenças na mesma família caucasiana… O segredo da maior inteligência e aptidão dos caucasianos, indubitavelmente é, em grande medida, para ser atribuído à mistura de sangue dentre seus diversos ramos; e isto foi evidentemente forçado em larga medida pelo controle divino.” (Torre de Vigia de Sião de 15/7/1902, p. 216 – em inglês)
4.Espíritismo: a reencarnação apóia o racismo 
“Nascer, morrer, renascer é o trabalho continuo a que está sujeito o espírito, passando por todas essas transições, desde o tipo boçal ao gênio. Não importa saber quantos milhares de anos foram precisos para tomar as feições humanas, o tempo que demorou na raça indígena e Na Preta, Até Chegar À Branca, e nem as várias nacionalidades que adotou na sua trajetória…” (Contribuições para o Espiritismo, Alexandre Dias, 2 ed., Rio de Janeiro, 1950, pg. 19) (conferir Allan Kardec, O que é o Espiritismo, Edição da Federação Espírita Brasileira, Brasília, 32a edição, sem data, pp. 206-207)
Fonte: CACP

Aborto passa a ser legal em todos os estados da Austrália

Foram 70 horas de debates entre conservadores e progressivas.

ustrália. (Foto: Dan Freeman / Unsplash)

Na semana passada o Parlamento do estado de Nova Gales do Sul, na Austrália, aprovou uma lei que descriminaliza o aborto que até então punia com dez anos de prisão quem interrompesse uma gravidez.

Com a decisão, as mulheres podem abortar voluntariamente desde que a gravidez tenha até 22 semanas, sendo que o procedimento deve ser feito com um médico registrado.
A aprovação dividiu políticos conservadores e progressistas e demorou 70 horas de debates para que ela passasse com votos favoráveis, eliminando do Lei Penal o procedimento de aborto.
O arcebispo de Sydney, Anthony Fischer, afirmou em comunicado que a nova lei representa uma “derrota para a humanidade”, por representar uma “dramática abdicação da responsabilidade de proteger os membros mais vulneráveis da nossa comunidade”.
Só faltava Nova Gales do Sul para que toda a Austrália tivesse leis pró-aborto, sendo assim o procedimento pode ser feito por qualquer cidadã daquele país, independentemente do estado que ela esteja.
Fonte: Gospel Prime

sábado, 28 de setembro de 2019

Derek Redmond Uma história de superação Traduzido Português


Derek Redmond Uma história de superação Traduzido Português 




Fonte: You Tube

Lacombe reage a Greta Thunberg na ONU: “Não compro”


Apresentador do Aqui na Band desconfiou de jovem ativista.

Por Michael Caceres


Lacombe e Marina (Foto: Reprodução / YouTube)

O jornalista Luís Ernesto Lacombe, apresentador do “Aqui na Band”, desconfiou do discurso de Greta Thunberg na Organização das Nações Unidas (ONU).

A ativista de 16 anos discursou na cúpula do clima, acusando os líderes mundiais de terem traído sua geração pela falta de ação contra o aquecimento global.
Marina Machado, que conversava ao vivo com Lacombe, comentou sobre o discurso da jovem: “Lacombe, eu estou arrepiadíssima com o que a Greta Thunberg falou. É um negócio que, realmente, essas frases não saem de mim”.
Lacombe responde a colega em tom de dúvida sobre o discurso de Greta: “Marina, eu não compro essa menina, você me desculpa. Eu não compro essa menina”.

“Choquei”, respondeu Marina. “Mas aí nós vamos ficar oito horas discutindo e não vai dar certo aqui”, falou Marina.
“É. É uma menina bancada por uma fundação. Eu por enquanto não compro. Tem um discurso exagerado”, concluiu Lacombe.
Assista:

Fonte: Gospel Prime

Greta Thunberg: o escudo dos covardes ecofundamentalistas

Esquerda não tem vergonha de instrumentalizar ninguém em sua guerra.

 Por 

Greta Thunberg. (Foto: Stephanie Keith/Getty Images)

Meu artigo sobre o discurso inflamado da Greta Thunberg foi amplamente visto, com progressistas gritando de ódio sem conseguirem argumentar contra – ou mesmo desqualificando toda a argumentação apenas porque o filósofo que odeiam foi citado – e conservadores repercutindo bem, trazendo seus pontos concordância ou mesmo acréscimos dos quais eu particularmente discordo.

No entanto, não me ocuparei agora por falar novamente da jovem, que ainda tem muito a aprender principalmente sobre a vida e sobre a má influência que seus pais, radicais militantes de esquerda, exercem na sua trajetória não como ativista mundialmente conhecida, mas como pessoa humana que sofre de Síndrome de Asperger e que, por conta disso, aspira muito mais cuidados psíquicos do que exploração política.
Quero falar da tática doentia de alguns covardes, que usam crianças para que sirvam de escudo para que suas ações perversas não sejam percebidas do grande público.

Assim como a menina Ágatha teve sua morte usada como pauta de debate sobre políticas de Estado para a segurança pública, assim como muitos traficantes usam crianças para trocarem tiro com a polícia ou mesmo atiram em crianças para que a criminalização caia sobre o agente público, ecoterroristas fazem uso de uma adolescente em fase de formação cultural, intelectual e até mesmo física e mental com o fim de que suas agendas gananciosas avancem no mundo.
Não se iluda caro leitor. Seja qual for sua posição, por trás de um belo ou irritado discurso “ecopocalíptico” e globalista na ONU, temos um grupo de poderosos bilionários que instrumentalizam figuras públicas e narrativas para que o mundo [deles] se torne melhor.
Como disse Flávio Gordon no seu artigo “A mão que balança Greta, publicado no site Gazeta do Povo:
“O ecofundamentalismo é uma ideologia revolucionária e totalitária, que, sustentada sobre uma das maiores fraudes científicas e midiáticas de que se tem notícia – e que deveria ter sido desacreditada de uma vez por todas desde o escândalo conhecido como Climategate, quando se revelou o lado negro do falso consenso científico que sustenta o IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas) da ONU –, fundamenta um projeto de governo mundial por parte de uma elite globalista  cuja visão de mundo é uma heteróclita mistura de neomalthusianismo, eugenismo, neopanteísmo, anticristianismo e anticapitalismo.”    
Seja usando uma ecofundamentalista como a Greta, ou uma criança inocente como a Ágatha, ou mesmo um exército infantil do narcotráfico ou dos radicais palestinos, o que estamos falando é de uma tática covarde de alguns que foram embebidos pelo poder e, que, são capazes de trilhar os piores caminhos possíveis para acharem o ponto de convergência entre os acontecimentos e seus próprios interesses econômicos ou políticos.
A verdade é que, no fim das contas, o sonho da menina Greta acaba sendo mesmo roubado – bem como o da menina Ágatha, que foi de forma efetiva – e os adultos doentes continuam dando sequência nos seus projetos malignos de disseminação de mentiras, desinformação, globalismo, afronta à soberania nacional de países emergentes como o Brasil e pensamentos anticristãos.
Fonte: Gospel Prime

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

3 LIVROS IMPORTANTES PARA O LEITOR CRISTÃO


Aumente o seu conhecimento. Leia bons livros.

Resultado de imagem para livros



Do Senhor é a terra e toda a sua plenitude

Do Senhor é a terra e toda a sua plenitude
Resultado de imagem para montanhas e ceus



Fonte: Imagens Web

ASSEMBLEIA DE DEUS MISSÃO EM BARREIRAS SERVE A DEUS COM EXCELÊNCIA

I CONFERÊNCIA DE HOMENS E MULHERES DE EXCELÊNCIA NA ASSEMBLEIA DE DEUS MISSÃO SEM FRONTEIRAS EM BARREIRAS


A imagem pode conter: 4 pessoas, incluindo Geassi Fraires Nascimento Nascimento e Jorge Nilson, texto

Nos dias 12 a 15 de setembro de 2019 a Igreja Evangélica Assembleia de Deus Missão Sem Fronteiras em realizou uma série de conferências com o tema "Homens e Mulheres de Excelência". Ministraram neste evento os pastores João Batista Calazans - presidente da Igreja - o pastor Geassi Fraires do Nascimento - presidente da Conframadeb - e o pastor Jorge Nilson Silva dos Santos - 2º Secretário da convenção.

A igreja ficou envolvida e edificada com o mover do Espírito Santo através das ministrações. Neste evento houve o batismo em águas de 15 novos membros.
A igreja dispõe de um templo sede em construção e será um marco na Assembleia de Deus na cidade de Barreiras - BA. O envolvimento e a cumplicidade dos membros desta crescente igreja é vista pela demostração de afetividade e apoio mútuo. 
A igreja teve a sua criação no ano 2011, com ponto alugado. Hoje há uma sede própria e também uma congregação no bairro Ouro Branco. Uma das atividades da igreja que tem ajudado no crescimento e expansão do evangelho, é o Grupo de Crescimento que atua nas casas todas terças-feiras. A igreja segue com o propósito de concluir o templo sede e inserir congregações nos demais bairros de Barreiras. O Pr. João Batista foi consagrado ao santo ministério no ano de 2000 e até hoje tem cumprido o seu ministério. 


Resultado de imagem para BARREIRAS BAHIA
                                            Vista parcial da cidade de Barreiras, Bahia


                                                                  3º dia de Conferência


                                        Parte dos oficiais da igreja com o pastor João Batista
                                         
                                           Grupo de Senhores e Senhores  louvando a Deus

                                            Pr. Jorge Nilson ministrando a Palavra de Deus

                                                        Participação da igreja no cultos

15 novos membros no batismo

Cooperando com o pastor João Batista no batismo no Rio da Ondas
A Convenção CONFRAMADEB tem tido um crescimento exponencial durante a sua criação. Com alto e baixos durante a sua caminhada, mas segue no firme propósito de avançar nos seus objetivos. É uma convenção de ministros e tem sido vencedora diante de tantos ataques sofridos. 



Pr. João Batista - Presidente da Igreja 



                                               

quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Análise: Quando ninguém discorda de você é um mau sinal

Opiniões divergentes trazem conhecimento e desenvolvimento
Opiniões divergentes trazem conhecimento e desenvolvimentopixabay


É de conhecimento geral que as pessoas tendem a viver fechadas em suas bolhas, dentro das quais todos têm as mesmas opiniões sobre quase tudo e parecem viver em perfeita harmonia. Isso vale para o mundo real e também para o virtual.

Não há embates, discordâncias nem discussões, o que causa uma impressão de bem-estar e até mesmo de uma certa paz. Porém, onde não há diferença de opiniões não há troca de ideias, não há contrapontos e – me arrisco a dizer – também não há inteligência.


Em toda e qualquer sociedade evoluída sempre haverá opiniões divergentes e é exatamente isso que traz crescimento e desenvolvimento. A oposição existe para apontar os erros da situação e vice-versa. E, quando isso é feito com isonomia, todos saem ganhando. Não havendo oposição, a situação manda e desmanda e esse excesso de poder é altamente perigoso.
O mesmo acontece na vida de cada um de nós. Se não houver quem nos critique e que nos alerte sobre nossos erros, que tipo de pessoas nos tornaremos? Uma pessoa que realmente acredita que não há falhas naquilo que faz, diz ou pensa é alguém de quem devemos manter a maior distância possível.
Ao longo da história vemos que todos os tiranos se cercaram de bajuladores, enquanto as pessoas bem-sucedidas valorizaram a verdadeira diversidade, buscaram as críticas e transformaram os contrapontos em combustível tanto para seu desenvolvimento próprio como de seus projetos. Se Einstein, Thomas Edison, Graham Bell, Da Vinci e tanto outros pensassem como todas as demais pessoas de suas épocas, onde estaríamos hoje?
O mundo precisa de quem pense diferente, de gente disposta a andar na contramão sem se importar com o que a maioria pensa, diz ou faz. Ainda mais nos dias de hoje, em que vivemos em uma sociedade descomprometida com os valores, a ética e a justiça e na qual o certo é ridicularizado e o errado já não envergonha quase ninguém.
Ouvir críticas e ter de lidar com pessoas que discordam de nós não é fácil, mas é exatamente por isso que poucos são aqueles que alcançam o sucesso. Portanto, se ninguém está lhe criticando, se todos ao seu redor concordam com o que você  diz, cuidado. Você está em uma zona muito perigosa e é preciso sair dela o quanto antes.
Patricia Lages/R7

Análise: Um rapaz chamado Felipe Neto quer educar seu filho

PATRICIA LAGES/R7

Eis que esta semana, pegando carona em mais uma polêmica, surge o youtuber e digital influencer Felipe Neto no que chama de “campanha a favor da união, da diversidade, da aceitação do abraço” em favor de comunidade LGBT.
Mas como encaixar essa preocupação repentina com o que ele disse anteriormente em um de seus vídeos onde cria uma suposta divisão entre homossexuais, ridicularizando sua forma de falar e se referindo a eles como “‘viadinhos’ que querem aparecer”, com perdão do termo.
Felipe Neto, contradições e hipocrisia
Felipe Neto, contradições e hipocrisiaReprodução/Instagram
Em seus vídeos no YouTube – plataforma que ora critica, ora declara amor e gratidão – o rapaz grita, xinga, fala palavrões como vírgulas, incita o bullying e, além disso, revira os olhos e ataca quem pensa diferente dele. Não satisfeito com isso, costumeiramente Felipe Neto dita as regras do que seus seguidores devem fazer, com a autoridade de quem sabe que tem controle sobre eles.
Mas, Felipe quer educar, afinal, ele também ensina! Há um vídeo em que ele orienta seus seguidores menores de idade a criarem uma conta falsa no YouTube para poderem assistir conteúdos para maiores de 18 anos. Ele explica que, para poder ter acesso livre, os menores precisam estar “logados” em uma conta cujo registro de idade indique que são maiores. Ele dá até um exemplo, dizendo: “se você colocar que nasceu em 86, você tem mais de 18 anos!”.
E tem mais, pois ele continua: “nós não vamos perder, corujas loucas desse Brasil, sabe por quê? Porque vocês vão criar conta no YouTube. A partir de agora assistam todos os meus vídeos “logados”, crie uma conta no YouTube. É muito importante, porque você vai descobrir o milagre do ‘ser inscrito nos canais’. Crie a conta e se inscreve no meu canal. Aqui em baixo tem um botão.” E, para terminar sua convocação ditatorial como se fosse apenas um call to action, acrescenta sua marca: palavrões.
Sem falar de sua hipocrisia quando criticou veementemente artistas que deixam seus fãs esperando horas por uma foto em vez de os atenderem prontamente. Sobre isso, Felipe esbraveja: “Parem de reclamar! Para de falar que você tem que ser intocado, cara! Para de recusar foto com fã! O maluco que fica ali duas horas para tirar uma foto com você, ele está sofrendo mais do que você, desgraçado! Tira uma foto com seu fã, deixa de ser babaca!” E, mais uma vez, para finalizar sua fala, palavrões, claro!
Porém, essa mesma pessoa que chama de desgraçado e babaca quem deixa fãs esperando por fotos, postou um vídeo onde reclama de seus próprios fãs. Quando a situação o envolve, o discurso é totalmente diferente e ele apela, dizendo: “Galera, não sei se tá dando para ouvir...” – faz uma pausa para vazar o áudio dos gritos, com cara de sofrimento – e continua: “...Tá isso o dia inteiro... o dia inteiro... eu não sei mais o que fazer. As crianças estão descobrindo o endereço aqui e elas não tocam a campainha porque a segurança proíbe, só que elas ficam ali, do lado de fora, berrando o dia inteiro. E, assim... a gente não vai sair para atender! E aí tão berrando lá fora: ‘eu tô aqui há duas horas, vem aqui tirar foto!’ Gente, ninguém consegue entender que isso é errado? Pô, a gente tá dentro de casa... por favor, galera!”
Pai e mãe: se você educa seu filho para que ele não seja hipócrita, preconceituoso, não ridicularize as pessoas, não use palavrões em seu vocabulário e tenha empatia pelo próximo, Felipe Neto está na contramão de todo o seu trabalho árduo. Afinal, você orienta seu filho para que ele seja uma boa pessoa, mas Felipe Neto manda que ele seja outra. Quanto a mim, a cada dia mais agradeço pela escolha de não ter tido filhos.
Patricia Lages
É jornalista internacional, tendo atuado na Argentina, Inglaterra e Israel. É autora de cinco best-sellers de finanças e empreendedorismo e do blog Bolsa Blindada. Ministra cursos e palestras, tendo se apresentado no evento “Success, the only choice” na Universidade Harvard (2014). Na TV, apresenta os quadros "Economia doméstica" no programa "Mulheres" TV Gazeta e "Economia a Dois" na Escola do Amor, Record TV. No YouTube mantém o canal "Patrícia Lages - Dicas de Economia", com vídeos todas as segundas e quartas.

Análise: proteção contra discriminação ou imposição?

Duas artistas americanas foram ameaçadas de prisão por declinarem uma encomenda para um casamento entre pessoas do mesmo sexo

Patricia Lages/R7

Breanna Koski e Joanna Duka
Breanna Koski e Joanna Duka/Reprodução/Fox News

Talvez você jamais ouvisse falar sobre as americanas Joanna Duka e Breanna Koski não fosse a polêmica que as envolve desde 2016, quando declinaram uma encomenda de trabalho. Ambas são proprietárias da Brush and Nib, uma pequena empresa de caligrafia em Phoenix, capital do Arizona.


Há cerca de três anos, Duka e Koski optaram por não atender uma encomenda de convites manuscritos para uma cerimônia de casamento entre pessoas do mesmo sexo. A decisão das artistas foi tomada com base em suas convicções religiosas, mas, o que era para ser apenas mais um dia de trabalho acabou indo parar na justiça.

As sócias foram acusadas de discriminação e, caso fossem consideradas culpadas, poderiam receber uma pena de seis meses de prisão, mais multa de US$ 2500 (cerca de R$ 10 mil) por dia de violação da lei. Uma decisão de primeira instância favoreceu a acusação, mas as artistas recorreram e a Suprema Corte do Arizona reverteu o caso em favor de ambas. 
O que chama atenção nesse caso — bem como em um episódio anterior onde um confeiteiro do Colorado também se viu às voltas com a Justiça por não criar um bolo para um casamento homossexual — é a tentativa de imposição de execução de um trabalho autoral. Isso porque, considerando a natureza da atividade de Duka, que é calígrafa, e de Koski, que é pintora, elas teriam de empregar seus talentos artísticos em prol de uma cerimônia que contraria sua fé.
Não se trata da negação arbitrária da venda de produtos industrializados que se encontram nas prateleiras de um estabelecimento — o que, obviamente, configuraria discriminação — mas sim, de um produto de manufatura autoral que envolve intimamente o artista que trabalha em sua criação.
As questões que ficam são: será que estamos construindo uma sociedade mais justa ou caminhamos para um Fla-Flu onde quem grita mais alto leva o que quer? Será que queremos viver em uma sociedade cujo governo tenha o poder de impor o que devemos ou não fazer? Queremos que haja leis que não respeitem nossas decisões pessoais e que as caracterize como discriminação e, portanto, crime? 
E mais: seria coerente a qualquer comunidade que prega a liberdade de expressão querer impor sua vontade à força e obrigar um profissional a contrariar suas próprias convicções? Seria correto criminalizar a negativa de um artista quando este não se sente à vontade para empregar seus talentos a serviço de algo que não o representa?
A meu ver, a palavra imposição está mais para ditadura do que para liberdade. Você decide.


quinta-feira, 12 de setembro de 2019

Jeremias 13 Estudo: O Cinto Podre e o Orgulho de Judá

Jeremias - Bíblia de Estudo Online

Em Jeremias 13, o Senhor dá ordem ao profeta para que ele compre um cinto de linho e o coloque em volta da cintura e não permitisse que a água o tocasse. Há quem acredite que as palavras de Jeremias de v.1-7, são uma visão, mas pelo texto não dá para confirmar.
O profeta obedece e compra para si o cinto, conforme a ordem do Senhor. O material do cinto era o mesmo utilizado pelos sacerdotes nas vestes sacerdotais, é provável que o símbolo fosse uma referência a eles.
Após um tempo de uso o Senhor dá uma nova instrução a Jeremias, ordena que ele esconda o cinto entre as rochas, próximo ao rio Eufrates. A distância percorrida era de 1,5 quilômetro para ir e voltar.
A atitude do profeta pode ser percebida por todos os seus vizinhos, e este era o propósito do Senhor, fazer com que quando os exércitos atacassem pelo rio Eufrates, eles fossem lembrados de que era o cumprimento do ato profético de Jeremias.
Passado vários dias, o Senhor ordenou que o profeta fosse buscar o cinto que estava enterrado, e quando o fez, ela estava podre, corroída, era algo completamente inútil.
O mesmo aconteceria a nação de Judá, ela seria corroída pelo juízo que o Senhor estava prestes a enviar sobre eles.

Esboço de Jeremias 13:

13.1 – 7: O cinto podre
13.8 – 14: O orgulho de Judá
13.15 – 22: Erga os olhos
13.23 – 27: “Ai de você, Jerusalém!”

Jeremias 13.1 – 7: O cinto podre

1 Assim me disse o Senhor: “Vá comprar um cinto de linho e ponha-o em volta da cintura, mas não o deixe encostar na água”.
2 Comprei um cinto e o pus em volta da cintura, como o Senhor me havia instruído.
3 O Senhor me dirigiu a palavra pela segunda vez, dizendo:
4 “Pegue o cinto que você comprou e está usando, vá agora a Perate e esconda-o ali numa fenda da rocha”.
5 Assim, fui e o escondi em Perate, conforme o Senhor me havia ordenado.
6 Depois de muitos dias, o Senhor me disse: “Vá agora a Perate e pegue o cinto que lhe ordenei que escondesse ali”.
7 Então fui a Perate, desenterrei o cinto e o tirei do lugar em que o havia escondido. O cinto estava podre e se tornara completamente inútil.

Jeremias 13.8 – 14: O orgulho de Judá

8 E o Senhor dirigiu-me a palavra, dizendo:
9 Assim diz o Senhor: Do mesmo modo também arruinarei o orgulho de Judá e o orgulho desmedido de Jerusalém.
10 Este povo ímpio, que se recusa a ouvir as minhas palavras, que age segundo a dureza de seus corações, seguindo outros deuses para prestar-lhes culto e adorá-los, que este povo seja como aquele cinto: completamente inútil!
11 Assim como um cinto se apega à cintura de um homem, da mesma forma fiz com que toda a comunidade de Israel e toda a comunidade de Judá se apegasse a mim, para que fosse o meu povo para o meu renome, louvor e honra. Mas eles não me ouviram, declara o Senhor.
12 Diga-lhes também: Assim diz o Senhor, o Deus de Israel: Deve-se encher de vinho toda vasilha de couro. E, se eles lhe disserem: “Será que não sabemos que se deve encher de vinho toda vasilha de couro?”
13 Então você lhes dirá: Assim diz o Senhor: Farei com que fiquem totalmente embria­gados todos os habitantes desta terra, bem como os reis que se assentam no trono de Davi, os sacerdotes, os profetas e todos os habitantes de Jerusalém.
14 Eu os despedaçarei, colocando uns contra os outros, tanto os pais como os filhos”, diz o Senhor. “Nem a piedade nem a misericórdia nem a compaixão me impedirão de destruí-los.”

Jeremias 13.15 – 22: Erga os olhos

15 Escutem e dêem atenção, não sejam arrogantes, pois o Senhor falou.
16 Dêem glória ao Senhor, ao seu Deus, antes que ele traga trevas, antes que os pés de vocês tropecem nas colinas ao escurecer. Vocês esperam a luz, mas ele fará dela uma escuridão profunda; sim, ele a transformará em densas trevas.
17 Mas, se vocês não ouvirem, eu chorarei em segredo por causa do orgulho de vocês. Chorarei amargamente, e de lágrimas os meus olhos transbordarão, porque o rebanho do Senhor foi levado para o cativeiro.
18 Diga-se ao rei e à rainha-mãe: “Desçam do trono, pois as suas coroas gloriosas caíram de sua cabeça”.
19 As cidades do Neguebe estão bloqueadas e não há quem nelas consiga entrar. Todo o Judá foi levado para o exílio, todos foram exilados.
20 Erga os olhos, Jerusalém, e veja aqueles que vêm do norte. Onde está o rebanho que lhe foi confiado, as ovelhas das quais você se orgulhava?
21 O que você dirá quando sobre você dominarem aqueles que você sempre teve como aliados? Você não irá sentir dores como as de uma mulher em trabalho de parto?
22 E se você se perguntar: “Por que aconteceu isso comigo?”, saiba que foi por causados seus muitos pecados que as suas vestes foram levantadas e você foi violentada.

Jeremias 13.23 – 27: “Ai de você, Jerusalém!”

23 Será que o etíope pode mudar a sua pele? Ou o leopardo as suas pintas? Assim também vocês são incapazes de fazer o bem, vocês, que estão acostumados a praticar o mal.
24 Espalharei vocês como a palha levada pelo vento do deserto.
25 Esta é a sua parte, a porção que lhe determinei”, declara o Senhor, “porque você se esqueceu de mim e confiou em deuses falsos.
26 Eu mesmo levantarei as suas vestes até o seu rosto para que as suas vergonhas sejam expostas.
27 Tenho visto os seus atos repugnantes, os seus adultérios, os seus relinchos, a sua prostituição desavergonhada sobre as colinas e nos campos. Ai de você, Jerusalém! Até quando você continuará impura?
Fonte:Jesus e a Bíblia