Pular para o conteúdo principal

Greta Thunberg: o escudo dos covardes ecofundamentalistas

Esquerda não tem vergonha de instrumentalizar ninguém em sua guerra.

 Por 

Greta Thunberg. (Foto: Stephanie Keith/Getty Images)

Meu artigo sobre o discurso inflamado da Greta Thunberg foi amplamente visto, com progressistas gritando de ódio sem conseguirem argumentar contra – ou mesmo desqualificando toda a argumentação apenas porque o filósofo que odeiam foi citado – e conservadores repercutindo bem, trazendo seus pontos concordância ou mesmo acréscimos dos quais eu particularmente discordo.

No entanto, não me ocuparei agora por falar novamente da jovem, que ainda tem muito a aprender principalmente sobre a vida e sobre a má influência que seus pais, radicais militantes de esquerda, exercem na sua trajetória não como ativista mundialmente conhecida, mas como pessoa humana que sofre de Síndrome de Asperger e que, por conta disso, aspira muito mais cuidados psíquicos do que exploração política.
Quero falar da tática doentia de alguns covardes, que usam crianças para que sirvam de escudo para que suas ações perversas não sejam percebidas do grande público.

Assim como a menina Ágatha teve sua morte usada como pauta de debate sobre políticas de Estado para a segurança pública, assim como muitos traficantes usam crianças para trocarem tiro com a polícia ou mesmo atiram em crianças para que a criminalização caia sobre o agente público, ecoterroristas fazem uso de uma adolescente em fase de formação cultural, intelectual e até mesmo física e mental com o fim de que suas agendas gananciosas avancem no mundo.
Não se iluda caro leitor. Seja qual for sua posição, por trás de um belo ou irritado discurso “ecopocalíptico” e globalista na ONU, temos um grupo de poderosos bilionários que instrumentalizam figuras públicas e narrativas para que o mundo [deles] se torne melhor.
Como disse Flávio Gordon no seu artigo “A mão que balança Greta, publicado no site Gazeta do Povo:
“O ecofundamentalismo é uma ideologia revolucionária e totalitária, que, sustentada sobre uma das maiores fraudes científicas e midiáticas de que se tem notícia – e que deveria ter sido desacreditada de uma vez por todas desde o escândalo conhecido como Climategate, quando se revelou o lado negro do falso consenso científico que sustenta o IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas) da ONU –, fundamenta um projeto de governo mundial por parte de uma elite globalista  cuja visão de mundo é uma heteróclita mistura de neomalthusianismo, eugenismo, neopanteísmo, anticristianismo e anticapitalismo.”    
Seja usando uma ecofundamentalista como a Greta, ou uma criança inocente como a Ágatha, ou mesmo um exército infantil do narcotráfico ou dos radicais palestinos, o que estamos falando é de uma tática covarde de alguns que foram embebidos pelo poder e, que, são capazes de trilhar os piores caminhos possíveis para acharem o ponto de convergência entre os acontecimentos e seus próprios interesses econômicos ou políticos.
A verdade é que, no fim das contas, o sonho da menina Greta acaba sendo mesmo roubado – bem como o da menina Ágatha, que foi de forma efetiva – e os adultos doentes continuam dando sequência nos seus projetos malignos de disseminação de mentiras, desinformação, globalismo, afronta à soberania nacional de países emergentes como o Brasil e pensamentos anticristãos.
Fonte: Gospel Prime

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POLÍTICA SOCIAL Vergonha para os baianos: dos 100 piores municípios para se viver em todo país, quase metade desses estão no estado da Bahia

Foto: Jucuruçu, no extremo sul da Bahia, é citado na lista Quatro em cada dez cidades brasileiras consideradas as piores para se viver ficam na Bahia. A informação é baseada em um relatório divulgado anualmente pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), que considera um índice similar ao IDH-M (Índice de Desenvolvimento Humano Municipal, que avalia longevidade, educação e renda da população) da Organização das Nações Unidas. O Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM) acompanha o desenvolvimento socioeconômico de todos os mais de 5 mil municípios brasileiros também em três áreas de atuação: emprego e renda, educação e saúde. O índice varia de 0 (mínimo) a 1 ponto (máximo) e quanto mais próximo de 1, maior o desenvolvimento da localidade. De acordo com os dados da Firjan, 55,2% do total das cidades possuem desenvolvimento moderado, e 1,9% (106 cidades) estão com baixo desenvolvimento, ou seja, abaixo de 0,4. Apenas 332 cidades (6% do total) possuem alto d

Mais um que apoia o Partido das Trevas: Pastor Daniel Elias da Assembleia de Deus vira garoto propaganda do PT para atrair evangélicos

O pastor é uma das armas do PT para se infiltrar nas igrejas evangélicas Pastor Daniel Elias (Reprodução) A nova estratégia do PT (Partido dos Trabalhadores), para ter um melhor desempenho nas eleições municipais de 2020, é a aproximação dos evangélicos. A pedido do ex-presidente Lula, o partido está criando núcleos evangélicos nos estados para tentar conquistar a classe evangélica que já provou que pode fazer a diferença nas urnas. Uma das armas do PT para se infiltrar nas igrejas é o pastor da Assembleia de Deus de Duque de Caxias RJ, Daniel Elias. O líder religioso é militante do PT e discípulo fiel de Lula. Há um ano ele virou notícia em todo país quando viajou até Curitiba, no Paraná, para realizar um ato profético em favor do ex-presidente que estava preso na carceragem da Polícia Federal (PF). Daniel Elias, de 38 anos, ungiu o cadeado do portão da sede da PF. O pastor admite que a articulação enfrenta dificuldades.  “O grupo ligado à direita chegou primeiro

Quem são os 7 pastores mais respeitados do Mundo; Saiba agora

Não é uma tarefa tão fácil escolher entre tantos o 7 pastores mais respeitados do Brasil. Com certeza alguém poderá ficar de fora, outra questão é escolher entre as tantas linhas religiosas que existem Não é uma tarefa tão fácil escolher entre tantos o 7 pastores mais respeitados do Brasil. Com certeza alguém poderá ficar de fora, outra questão é escolher entre as tantas linhas religiosas que existem. Outra pergunta é: Ele é tão bom, se é! Por que é? Ou é escolhido bom apenas pela sua fama? Muitas vezes o bom é aquele que contraria as multidões, mas o bom pode também estar entre as multidões, “Não devemos esquecer que por se tratar da Palavra de Deus, o discurso do pregador deve ser embasado nas Escrituras sempre” então fica ai minha dica e junto também uma de suas mensagem. No VÍDEO abaixo você vai conferir os nomes dos pastores que o Brasil inteiro conhece. São pastores de grandes ministérios que contem números altos de fieis sobre a presença de Deus. Hoje nas