Pular para o conteúdo principal

Palestrante diz que sociedade deve “aceitar” a pedofilia como “orientação sexual”

Resultado de imagem para pedofilia
Por Tiago Chagas
Há alguns anos, lideranças cristãs e conservadoras brasileiras vêm alertando que o movimento progressista tentaria incutir o raciocínio de que a pedofilia é normal. Tentativas de descriminalizar as relações sexuais com menores de 14 anos foram infrutíferas, e agora, a estratégia usada é o convencimento nas universidades, como no caso da palestrante alemã Mirjam Heine.
Mirjam é estudante de medicina e ministrou uma curta palestra no projeto Tedx Talk, apresentando a pedofilia como sendo uma “orientação sexual imutável”, acrescentando que por isso, “a sociedade deveria aceitar mais os pedófilos”.
O vídeo com as declarações de Mirjam percorreu o mundo através das redes sociais, gerando enorme comoção e protestos. Segundo informações da emissora Christian Broadcasting Network (CBN), a palestra na Universidade de Würtzberg, na Alemanha, se chamava “Por que nossa percepção da pedofilia tem que mudar”.
A futura médica sustentou que “a pedofilia é simplesmente outra orientação sexual”, e é preciso que a sociedade a aceite. “Segundo uma pesquisa atual, a pedofilia é uma orientação sexual imutável, como, por exemplo, a heterossexualidade. Ninguém escolhe ser pedófilo, ninguém pode deixar de ser um”, alegou.
“A diferença entre a pedofilia e outras orientações sexuais é que viver essa orientação sexual terminará em um desastre”, insistiu Mirjam, referindo-se aos abusos sexuais.
Em suas ponderações, a estudante de medicina afirmou não compactuar com tal violência: “Deixe-me ser muito clara aqui. Abuso de crianças é algo errado, sem qualquer dúvida, mas um pedófilo que não abuse de crianças não fez nada de errado”, disse ela, para em seguida minimizar a pedofilia: “É apenas uma preferência por sexo com crianças”.
“Nem todo pedófilo abusa de crianças e nem todo mundo que abusa de crianças é um pedófilo. A diferenciação entre esses dois grupos é essencial”, continuou Mirjam Heine. “Estudos científicos indicam que um dos mais fortes preditores de abuso sexual infantil cometido por pedófilos é o isolamento social. Não devemos aumentar o sofrimento dos pedófilos excluindo-os, culpando-os e ridicularizando-os. Ao fazer isso, aumentamos o isolamento deles e aumentamos a chance de abuso sexual infantil”, teorizou.
Por fim, Mirjam Heine disse que “devemos aceitar que os pedófilos são pessoas que não escolheram sua sexualidade e que, ao contrário da maioria de nós, nunca serão capazes de vivê-la livremente […] Nós não somos responsáveis ​​por nossos sentimentos. Nós não os escolhemos, mas somos responsáveis nossas ações”.
A Dra. Linda Mintle rebateu as alegações da estudante de medicina: “Transtorno pedófilo é um transtorno mental. É um tipo de transtorno mental na categoria de parafilias”, afirmou, acrescentando que pedófilos “precisam de tratamento — entender, restringir e intervir”.
“A Igreja pode trabalhar em treinamento de empatia. Envolve ajudar o ofensor a assumir a perspectiva da vítima e, em identificação com a vítima, entender o dano que foi feito”, acrescentou.
Confira o vídeo, em inglês, da palestra da estudante de medicina Mirjam Heine com a relativização da pedofilia:

Fonte: Gospel +

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Quem são os 7 pastores mais respeitados do Mundo; Saiba agora

Não é uma tarefa tão fácil escolher entre tantos o 7 pastores mais respeitados do Brasil. Com certeza alguém poderá ficar de fora, outra questão é escolher entre as tantas linhas religiosas que existem Não é uma tarefa tão fácil escolher entre tantos o 7 pastores mais respeitados do Brasil. Com certeza alguém poderá ficar de fora, outra questão é escolher entre as tantas linhas religiosas que existem. Outra pergunta é: Ele é tão bom, se é! Por que é? Ou é escolhido bom apenas pela sua fama? Muitas vezes o bom é aquele que contraria as multidões, mas o bom pode também estar entre as multidões, “Não devemos esquecer que por se tratar da Palavra de Deus, o discurso do pregador deve ser embasado nas Escrituras sempre” então fica ai minha dica e junto também uma de suas mensagem. No VÍDEO abaixo você vai conferir os nomes dos pastores que o Brasil inteiro conhece. São pastores de grandes ministérios que contem números altos de fieis sobre a presença de Deus. Hoje nas

Mais um que apoia o Partido das Trevas: Pastor Daniel Elias da Assembleia de Deus vira garoto propaganda do PT para atrair evangélicos

O pastor é uma das armas do PT para se infiltrar nas igrejas evangélicas Pastor Daniel Elias (Reprodução) A nova estratégia do PT (Partido dos Trabalhadores), para ter um melhor desempenho nas eleições municipais de 2020, é a aproximação dos evangélicos. A pedido do ex-presidente Lula, o partido está criando núcleos evangélicos nos estados para tentar conquistar a classe evangélica que já provou que pode fazer a diferença nas urnas. Uma das armas do PT para se infiltrar nas igrejas é o pastor da Assembleia de Deus de Duque de Caxias RJ, Daniel Elias. O líder religioso é militante do PT e discípulo fiel de Lula. Há um ano ele virou notícia em todo país quando viajou até Curitiba, no Paraná, para realizar um ato profético em favor do ex-presidente que estava preso na carceragem da Polícia Federal (PF). Daniel Elias, de 38 anos, ungiu o cadeado do portão da sede da PF. O pastor admite que a articulação enfrenta dificuldades.  “O grupo ligado à direita chegou primeiro

IRMÃ DULCE, SANTA? SERÁ? IRMÃ DULCE E O SEU LADO OBSCURO

IRMÃ DULCE E O SEU LADO OBSCURO Retrato de Irmã Dulce Deixar de reconhecer que a D. Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, filha de Augusto Lopes Pontes e de Dulce Maria de Souza Brito, conhecida mundialmente como Irmã Dulce, fez um trabalho filantrópico, sacrificial, e altruísta, é ser um ignorante, tendencioso e ingrato. Nascida em 26 de maio de 1914, na capital baiana, e falecida no dia 13 de março de 1992,  foi uma religiosa católica brasileira que dedicou a sua vida a ajudar os doentes e os mais necessitados. Foi beatificada pelo Papa Bento XVI, no dia 10 de dezembro de 2010, passando a ser reconhecida com o título de "Bem-aventurada Dulce dos Pobres". Será canonizada pelo Papa Francisco em uma celebração no Vaticano no dia 13 de outubro de 2019. Por ser muito jovem ela foi recusada pelo Convento de Santa Clara. Formou-se em professora primaria em 08 de fevereiro de 1932 e um ano após entrou para a Congregação Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição de D