Pular para o conteúdo principal

Davi Alcolumbre o “moralíssimo”, oportunista, hipócrita e irresponsável

Alcolumbre atacou Bolsonaro por se preocupar com a sobrevivência do brasileiro.

Por Michael Caceres


Davi Alcolumbre (Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil)

Algumas figuras políticas me dão náuseas. É o caso do presidente do Senado, Davi Alcolumbre, o “engavetador-geral da nação”, que passou o ano sentado sob projetos de interesse da sociedade e agora quer ensinar liderança para o presidente da República. É preciso deixar claro: o presidente do Senado não tem moral nem para liderar um circo — é sem graça.
O “moralíssimo” Alcolumbre, que faz parte da banda podre que toca no ritmo dos caciques de partidos que queriam um boquinha no governo, criticou o presidente da República por discursar em defesa da economia brasileira. Há uma dificuldade enorme com interpretação de qualquer natureza. Quando Bolsonaro diz que “nossa vida tem que continuar”, está dizendo o óbvio: a economia precisa voltar a rodar ou morreremos de fome.
De todo modo, o oportunista largou logo uma nota criticando a preocupação de Bolsonaro com uma recessão profunda — ainda voltarei ao tema. Disse que o “Brasil precisa de liderança séria, responsável e comprometida com vida e saúde da população”. Parece piada! Alcolumbre preocupado com a “vida e saúde da população”? Faça-me rir!
A previsão de especialistas é que o desemprego chegue a 40 milhões se ficarmos parados por 4 meses. O resultado é clarividente e sofreremos uma recessão que resultará em mais mortes do que o próprio vírus chinês. Todos sabemos que o país não aguentará um “lockdown” de quatro meses, como quer essa gente.
Se o presidente do Senado Federal acredita ter mesmo toda essa capacidade, então que comece dando exemplo. Por que não corta na própria pele para salvar a população brasileira? Essa turma pensa que engana quem com esse repentino interesse pela saúde do brasileiro? É preciso rememorar que Davi Alcolumbre foi quem impôs sigilo sob seus gastos.
É este o líder que salvará o país? Se não fosse por Bolsonaro, que estancou a corrupção no país, não teríamos dinheiro sequer para pensar em enfrentar o coronavírus. O vírus chinês nos arrasaria por completo. Imaginemos agora o que pode acontecer se as previsões negativas se confirmarem em nossa economia?
“Os empregos devem ser mantidos. O sustento das famílias deve ser preservado. Devemos, sim, voltar à normalidade”, enfatizou o presidente, preocupado com o sustendo do trabalhador, daquela parcela da sociedade que paga regalias a gente como Alcolumbre. Aquela parcela que não pode ficar em casa, pois tem filhos para sustentar e o dinheiro é curto.
Fonte: Gospel Prime

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POLÍTICA SOCIAL Vergonha para os baianos: dos 100 piores municípios para se viver em todo país, quase metade desses estão no estado da Bahia

Foto: Jucuruçu, no extremo sul da Bahia, é citado na lista Quatro em cada dez cidades brasileiras consideradas as piores para se viver ficam na Bahia. A informação é baseada em um relatório divulgado anualmente pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), que considera um índice similar ao IDH-M (Índice de Desenvolvimento Humano Municipal, que avalia longevidade, educação e renda da população) da Organização das Nações Unidas. O Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM) acompanha o desenvolvimento socioeconômico de todos os mais de 5 mil municípios brasileiros também em três áreas de atuação: emprego e renda, educação e saúde. O índice varia de 0 (mínimo) a 1 ponto (máximo) e quanto mais próximo de 1, maior o desenvolvimento da localidade. De acordo com os dados da Firjan, 55,2% do total das cidades possuem desenvolvimento moderado, e 1,9% (106 cidades) estão com baixo desenvolvimento, ou seja, abaixo de 0,4. Apenas 332 cidades (6% do total) possuem alto d

Mais um que apoia o Partido das Trevas: Pastor Daniel Elias da Assembleia de Deus vira garoto propaganda do PT para atrair evangélicos

O pastor é uma das armas do PT para se infiltrar nas igrejas evangélicas Pastor Daniel Elias (Reprodução) A nova estratégia do PT (Partido dos Trabalhadores), para ter um melhor desempenho nas eleições municipais de 2020, é a aproximação dos evangélicos. A pedido do ex-presidente Lula, o partido está criando núcleos evangélicos nos estados para tentar conquistar a classe evangélica que já provou que pode fazer a diferença nas urnas. Uma das armas do PT para se infiltrar nas igrejas é o pastor da Assembleia de Deus de Duque de Caxias RJ, Daniel Elias. O líder religioso é militante do PT e discípulo fiel de Lula. Há um ano ele virou notícia em todo país quando viajou até Curitiba, no Paraná, para realizar um ato profético em favor do ex-presidente que estava preso na carceragem da Polícia Federal (PF). Daniel Elias, de 38 anos, ungiu o cadeado do portão da sede da PF. O pastor admite que a articulação enfrenta dificuldades.  “O grupo ligado à direita chegou primeiro

Pastor Josué Brandão pede licença da presidência da Conframadeb para tratar de assuntos pessoais e da saúde

Devido ao grande trabalho em viagens, estudos bíblicos, palestras e manutenção de missionários em toda a Bahia e até fora do estado, o conferencista internacional, Pr. Josué Brandão, pede licença de seu cargo como presidente da CONFRAMADEB, Convenção Fraterna dos ministros das Igrejas Evangélicas Assembleias de Deus no Estado da Bahia. Segundo o site de fofoca, O Buxixo Gospel, há comentários de uma suposta infidelidade conjugal. No entanto, nenhuma acusação chegou até a diretoria da Conframdeb acusando-o, segundo um membro da diretoria da convenção. "Colocar em rede sociais uma suposta infidelidade, dita por um suposto membro e sem nenhuma comprovação, é uma irresponsabilidade sem tamanho. Ainda que fosse verdade, isso será averiguado quando houver denúncia formalizada, não deveria expor a imagem de ninguém nessa situação", um membro da diretoria.    Pr. Josué Brandão Nesta imagem acima, o pastor Josué Brandão ministrando um batismo na cidade de Brumad