domingo, 31 de maio de 2020

Minha resposta a Alexandre de Moraes

Minha resposta a Alexandre de Moraes





Fonte: Te atualizei/Bárbara Mineira

Os crimes de Rodrigo Maia, segundo a PF



Os crimes de Rodrigo Maia, segundo a PF



Fonte: JovemPan

Salvador é a terceira do país com mais domicílios em favelas

ranking, nesse caso, era liderado pelas cidades de Vitória do Jari/ AP (com 74,0% dos domicílios ocupados em áreas de favelas e assemelhados), Viana/ ES (68,9%) e Marituba/ PA (61,2%)

SALVADOR, BAHIA, A CAPITAL DAS FAVELAS . CADÊ O RUIM CORRERIA E O ACM NETO? CARNAVAL E SHOWS SÃO A SUAS PRIORIDADES 

Tribuna da Bahia, Salvador
20/05/2020 06:30

Foto: Romulo Faro

Por Flavio Gomes

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE divulgou na terça-feira (19), dados referentes à ocupação favelas ou assemelhados, os chamados aglomerados subnormais, para o próximo Censo Demográfico, a ser realizado em 2021. Estas informações foram antecipadas para ajudar na formulação de políticas de saúde para combater a pandemia do Coronavírus.
Segundo o Instituto, Salvador ocupa a terceira maior marca entre as cidades brasileiras, em números absolutos, atrás apenas de São Paulo e Rio de Janeiro, respectivamente, com 375.291 residências nessas áreas, o que representa 41,83% (897.098) do total da capital Baiana. Entre as capitais, Salvador também registrou o terceiro maior percentual de residências em favelas ou assemelhados, atrás de Belém e Manaus.
Levando-se em conta todos os municípios brasileiros com aglomerados subnormais, Salvador atinge o 10º maior percentual de domicílios localizados nessas áreas. O ranking, nesse caso, era liderado pelas cidades de Vitória do Jari/ AP (com 74,0% dos domicílios ocupados em áreas de favelas e assemelhados), Viana/ ES (68,9%) e Marituba/ PA (61,2%).
Entre os Estados, a Bahia também aponta em terceiro lugar, em relação ao número absoluto de domicílios ocupados em aglomerados subnormais, abaixo de São Paulo (1.066.813) e Rio de Janeiro (717.326), ficando com o 6º lugar em participação percentual dos domicílios em favelas no total. Amazonas (34,59%), Espírito Santo (26,10%) e Amapá (21,58%) lideram o ranking.
No estado, 1 em cada 10 domicílios ocupados estavam em área de favelas e assemelhados em 2019: 469.677 ou 10,62% do total, estimado em 4.422.073. Já na capital baiana, 4 em cada 10 residências onde moravam pessoas representa 41,83% de um total estimado em 897.098.
Em toda a Bahia, foram identificadas, ao fim de 2019, 572 aglomerados subnormais em 33 municípios diferentes. Salvador lidera o ranking, com 270. Feira de Santana (65) e Itabuna (40) vêm logo atrás.
Para ser considerado um aglomerado subnormal, precisa apresentar pelo menos uma das características abaixo: Inadequação do abastecimento de água, do fornecimento de energia, da coleta de lixo ou do destino de esgoto; Existência de padrão urbanístico irregular; Restrição de ocupação do solo.
Compartilhe         

Justiça bloqueia bens de empresa que deixou de entregar respiradores pelo Consórcio Nordeste

Empresa afirmou que vai devolver dinheiro integralmente e entrega não foi possível por falha na fabricação de equipamentos chineses

Tribuna da Bahia, Salvador
30/05/2020 

Foto: Divulgação

A Justiça determinou o bloqueio dos bens da empresa HempShare, que deixou de entregar respiradores comprados por R$ 48,7 milhões aos estados nordestinos. A decisão foi tomada após uma ação aberta pelo Consórcio Nordeste - que representa os estados da região - contra a empresa.
Os respiradores foram comprados para atender as necessidades dos estados na pandemia do novo coronavírus e o pagamento, antecipado. A compra foi realizada de forma conjunta, pelos estados, através do Consórcio Nordeste, que é liderado pela Bahia e, desde o início da pandemia do novo coronavírus, vem tentando realizar compras unificadas de equipamentos para a região.
De acordo com a HempShare, os equipamentos fabricados na China apresentavam problemas. A empresa afirmou que, em contrapartida, ofereceu respiradores produzidos no Brasil, testados pela Anvisa e mais baratos, mas que não foram aceitos pelo Consórcio. Ainda segundo a empresa, caso a substituição fosse aceita, ao invés de 300, mais de 400 respiradores seriam entregues.
A empresa ainda declarou que não vai recorrer da decisão porque já havia acordado a devolução do dinheiro, que será feita nos próximos dias. Depois disso, os bens deverão ser desbloqueados.
A denúncia em nome do Consórcio Nordeste foi feita pelo estado-líder, a Bahia, desde que foi sinalizada pela própria empresa a impossibilidade de entrega dos equipamentos pelas condições contratadas. O processo corre em segredo de Justiça.
A Bahia publicou no Diário Oficial a rescisão do contrato e acionou a Justiça para ressarcimento dos valores. O portal G1 entrou em contato com o governo da Bahia na sexta-feira (29) para pedir mais informações sobre o assunto, mas não recebeu resposta até este sábado (30).
Em nota, o Governo do Rio Grande do Norte afirmou que a quebra do contrato teve início quando a empresa responsável por realizar a perícia nos equipamentos que seriam comprados da China informou sobre a constatação de falha nas válvulas e alertou que todas elas deveriam ser substituídas. Apenas o estado desembolsou R$ 5 milhões.
Em nota, o Consórcio Nordeste informou que "em nome da total transparência e publicidade de suas ações, o Consórcio Nordeste adiantou-se em comunicar a situação aos órgãos competentes e a solicitar o acompanhamento das ações com foco no ressarcimento, o mais breve possível, dos valores repassados. A aquisição desses equipamentos foi delineada com muito cuidado, atentando para o rigor da lei e o mais importante: no intuito de salvar o máximo de vidas possível, uma vez que a oferta de respiradores no mercado era a pior possível e não havíamos recebido, até aquele momento, os equipamentos prometidos pelo Governo Federal".
Fonte: Tribuna da Bahia
Compartilhe         

sábado, 30 de maio de 2020

Bonner cansado da Globo! Moro e Ciro passando vergonha contra Bolsonaro! Impeachment no STF? e mais!

Bonner cansado da Globo! Moro e Ciro passando vergonha contra Bolsonaro! Impeachment no STF? e mais!




Fonte:   Foco do Brasil

CERTO OU ERRADO?



Fonte: Jorge Nilson Oficial/Youtube

Distrito Federal autoriza reabertura de templos religiosos e parques

Sophia Camargo, do R7

Decreto foi publicado em edição extra do Diário Oficial do DF deste sábado (30), medidas passam a valer em 3 de junho

Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek

Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek

Tico Fonseca/Secretaria de Turismo do DF

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), publicou neste sábado (30), em edição extra do Diário Oficial do Distrito Federal, um decreto que autoriza a realização de cultos, missas e rituais de qualquer credo ou religião e a reabertura de parques a partir do dia 3 de junho.
Segundo o Decreto 40.846, de 30 de maio de 2020, as atividades religiosas deverão ser realizadas preferencialmente por meio de aconselhamento individual a fim de evitar aglomerações. Também é recomendada a adoção de meios virtuais nos casos de reuniões coletivas.
Os cultos, missas e rituais poderão ser realizados presencialmente, em locais com capacidade para mais de 200 pessoas, desde que observadas as seguintes regras:

• disponibilização na entrada de produtos para higienização de mãos e calçados, preferencialmente álcool em gel 70%;

• afastamento mínimo de um metro e meio de uma pessoa para outra, com demarcação específica nas cadeiras dos locais para acomodação dos fiéis;

• estabelecimento de uma fileira de cadeiras ocupada e outra desocupada;

• proibição de acesso ao estabelecimento de idosos com idade superior a sessenta anos, crianças com idade inferior a doze anos e pessoas do grupo de risco;

• recomendação para que se evite o contato físico entre as pessoas;

• proibição de entrada e a permanência de pessoas que não estiverem utilizando máscara;

• medição da temperatura dos frequentadores na entrada do estabelecimento. Quem apresentar temperatura igual ou superior a 37,3º C não poderá entrar;

• adoção de todos os protocolos sanitários estabelecidos na prevenção da covid-19, observando horários alternados nas celebrações presenciais e intervalos entre eles de, no mínimo, duas horas, de modo que não haja aglomerações internas e nas proximidades dos estabelecimentos religiosos;

• afixação, em local visível e de fácil acesso, de placa com as informações quanto à capacidade total do estabelecimento, metragem quadrada e quantidade máxima de frequentadores permitida.

Também fica permitida a realização de cultos nos estacionamentos dos templos religiosos desde que as pessoas permaneçam dentro de seus carros a uma distância mínima de dois metros entre cada veículo estacionado.
Reabertura dos parques
Dezoito parques foram autorizados a reabrir à população contanto que sigam as seguintes regras:
• funcionamento entre 6h e 21h;
• proibição de qualquer tipo de comércio dentro dos parques, inclusive ambulantes;
• bloqueio de todos os equipamentos de musculação e demais áreas de atividades coletivas;
• interdição de banheiros e bebedouros;
• proibição de acampamento;
• obrigatoriedade do uso de máscara por todos os frequentadores.
Estes são os parques que estão autorizados a reabrir:
1. Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek
2. Parque Ecológico do Paranoá
3. Parque Recreativo do Gama (Prainha)
4. Parque Ecológico do Gama
5. Parque Ecológico Sucupira (Planaltina)
6. Parque Ecológico do Lago Norte
7. Parque Ecológico da Asa Sul
8. Parque Ecológico Olhos D`água
9. Parque Ecológico Ezequias Heringer (Guará)
10. Monumento Natural Dom Bosco (Lago Sul)
11. Parque Ecológico de Águas Claras
12. Parque Ecológico do Riacho Fundo
13. Parque Ecológico do Areal (Arniqueiras)
14. Parque Ecológico Veredinha (Brazlândia)
15. Parque Ecológico do Cortado (Taguatinga)
16. Parque Ecológico 3 Meninas (Samambaia)
17. Parque Ecológico do Tororó
18. Parque Ecológico das Copaíbas (Lago Sul)

Fonte: R7 notícias

'Tudo aponta para uma crise', diz Bolsonaro ao citar atos do Judiciário

Presidente listou matérias da imprensa sobre investigações envolvendo a Presidência e aliados, além de temas como o depoimento de Weintraub à PF


O presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro

EDU ANDRADE/FATOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
O presidente Jair Bolsonaro listou neste sábado (30) uma série de ações que vêm sendo realizadas pelo Judiciário e que dizem respeito a ele, seus filhos ou aliados. "Tudo aponta para uma crise", disse em publicação nas redes sociais na qual faz uma análise do noticiário dos recentes acontecimentos.
"Primeiras páginas dos jornais abordaram com diferentes destaques, as decisões envolvendo a atuação do Supremo Tribunal Federal, da Polícia Federal, do Tribunal de Contas da União e do Tribunal Superior Eleitoral em relação ao governo Bolsonaro e seus aliados", disse.
O "clipping" de mídia compartilhado por Bolsonaro começa com a decisão do ministro Celso de Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), de enviar ao procurador-geral da República, Augusto Aras, um pedido de investigação sobre o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) por "incitação à subversão da ordem política ou social. O filho do presidente disse que não se trata de uma questão de “se”, e sim de "quando” haverá uma ruptura político-institucional.
Em seguida, o presidente aborda o pedido da Polícia Federal para a prorrogação das investigações do inquérito, no âmbito do STF, que apura se Bolsonaro interferiu politicamente, ou não, na Polícia Federal , segundo a acusação do ex-ministro Sergio Moro. "A PF que ouvir oficialmente o PR sobre a denúncia", diz o texto.
O presidente cita também publicação sobre pedido do Tribunal Superior Eleitoral para que a chapa Bolsonaro/Mourão se manifeste, em três dias, sobre a inclusão de informações do inquérito das fakenews em dois processos da Justiça Eleitoral que questionam a diplomação dos dois.
"A acusação é a de que a chapa usou empresas para efetuar disparos em massa de mensagens com notícias falsas contra opositores", diz a análise. "Estadão realça que esse seria o caminho mais próximo para retirá-los do Poder", afirma também o texto publicado pelo presidente Jair Bolsonaro, em referência ao jornal "O Estado de S. Paulo".
A lista cita ainda outros temas, como o depoimento do ministro da Educação, Abraham Weintraub, à Polícia Federal, e a manifestação de procuradores da República com a assinatura de 590 de 1.150 integrantes do MPF para a adoção da lista tríplice para a nomeação do chefe da instituição. O atual procurador-geral, Augusto Aras, foi nomeado por Bolsonaro fora da lista tríplice criada pelo órgão.
Fonte: R7

sexta-feira, 29 de maio de 2020


Roberto Jefferson detalha operação da PF em sua casa



Fonte: Os Pingos nos Is

“A Bíblia do Discípulo” – Mais uma cilada Adventista

“A Bíblia do Discípulo” – Mais uma cilada Adventista


por Pr. João Flávio Martinez



O que algumas seitas diziam sobre os negros?

por Pr. João Flávio Martinez



Adventismo do 7º dia:“Mas há uma objeção ao casamento da raça branca com a preta. Todos devem considerar que não têm o direito de trazer à sua prole aquilo que a coloca em desvantagem; não têm o direito de lhe dar como patrimônio hereditário uma condição que os sujeitariam a uma vida de humilhação. Os filhos desses casamentos mistos têm um sentimento de amargura para com os pais que lhes deram essa herança para toda a vida”. (“Mensagens Escolhidas – vol.2” CPB, Sto. André, SP – 1985 págs. 343 e 344).


Veja abaixo o preconceito racial que era pregado entre algumas seitas no início do movimento. Observe a terminologia discriminatória e as sutilezas fraseológicas com que eram empacotadas tais declarações:
1. Os Mórmons e sua teologia racista 
“Devo dizer-vos qual é a lei de Deus com relação à raça africana? Se o homem que pertence à semente escolhida [mórmon] misturar seu sangue com a semente de Caim [negros], a penalidade, sob a lei de Deus, é a morte no local. ISSO SEMPRE SERÁ ASSIM.” (Brigham Young, Journal of Discourses [jornal de sermões], vol. 10, pág. 110)
“Vós vedes algumas classes da família humana que são pretas, incultas, indecentes, desagradáveis e baixas em seus hábitos, selvagens e aparentemente privadas de quase todas as bênçãos da inteligência que em geral são concedidas à humanidade…” (Joseph Fielding Smith, The Way to Perfection [O caminho para a perfeição, página 102]
2. Adventistas do Sétimo Dia: conselhos preconceituosos. 
“Mas há uma objeção ao casamento da raça branca com a preta. Todos devem considerar que não têm o direito de trazer à sua prole aquilo que a coloca em desvantagem; não têm o direito de lhe dar como patrimônio hereditário uma condição que os sujeitariam a uma vida de humilhação. Os filhos desses casamentos mistos têm um sentimento de amargura para com os pais que lhes deram essa herança para toda a vida”. (“Mensagens Escolhidas – vol.2” CPB, Sto. André, SP – 1985 págs. 343 e 344).
“Em resposta a indagações quanto à conveniência de casamento entre jovens cristãos de raças branca e preta, direi que nos princípios de minha obra esta pergunta me foi apresentada, e o esclarecimento que me foi dado da parte do Senhor foi que esse passo não deveria ser dado…Nenhuma animação deve ser dada a casamentos dessa espécie entre nosso povo…” ( op.cit.)
E ainda:

“Todas as espécies de animais que Deus havia criado foram preservadas na arca de Noé. As espécies mescladas que Deus não criou, e que foram o resultado de amalgamas (mistura de raças), foram destruídas pelo dilúvio. Desde o dilúvio, tem havido amalgama (mistura de raças) entre seres humanos e bestas , como pode-se ver … em certas raças de homens” (Ellen G White em Spiritual Gifts, Edição de 1864 e tornou a ser publicado em Spirit of Prophecy na Edição de 1870). 

3. Testemunhas de Jeová. Negros: raça inferior criada por Jeová 
“As raças negra e latina provavelmente sempre serão inclinadas à superstição.” (Torre de Vigia de Sião de 1/4/1908, p. 99 – em inglês)
“…É verdade que a raça branca exibe algumas qualidades de superioridade sobre qualquer outra… há grandes diferenças na mesma família caucasiana… O segredo da maior inteligência e aptidão dos caucasianos, indubitavelmente é, em grande medida, para ser atribuído à mistura de sangue dentre seus diversos ramos; e isto foi evidentemente forçado em larga medida pelo controle divino.” (Torre de Vigia de Sião de 15/7/1902, p. 216 – em inglês)
4.Espíritismo: a reencarnação apóia o racismo 
“Nascer, morrer, renascer é o trabalho continuo a que está sujeito o espírito, passando por todas essas transições, desde o tipo boçal ao gênio. Não importa saber quantos milhares de anos foram precisos para tomar as feições humanas, o tempo que demorou na raça indígena e Na Preta, Até Chegar À Branca, e nem as várias nacionalidades que adotou na sua trajetória…” (Contribuições para o Espiritismo, Alexandre Dias, 2 ed., Rio de Janeiro, 1950, pg. 19) (conferir Allan Kardec, O que é o Espiritismo, Edição da Federação Espírita Brasileira, Brasília, 32a edição, sem data, pp. 206-207)

Fonte: CACP

10 Razões para não guardar o Sábado

10 Razões para não guardar o Sábado


por Pr. Natanael Rinaldi 



10 RAZÕES PARA O QUARTO MANDAMENTO DO DECÁLOGO NÃO TER SIDO INCLUÍDO NAS COISAS NECESSÁRIAS QUE OS CRISTÃOS GENTIOS DEVERIAM GUARDAR
Atos 15.14 – “Porquanto ouvimos que alguns que saíram dentre nós vos perturbaram com palavras, e transtornaram as vossas almas, dizendo que deveis circuncidar-vos e guardar a lei, não lhes tendo nós dado mandamento”.
Atos 15.28-29 – “Na verdade pareceu bem ao Espírito Santo e a nós, não vos impor mais encargo algum, senão estas coisas necessáriasque vos abstenhais das coisas sacrificadas aos ídolos, e do sangue, e da carne sufocada e da prostituição das quais coisas bem fazeis se vos guardardes. Bem vos vá”.
————
1º – Nem Deus nem Cristo incluiu o quarto mandamento na nova aliança. Se o tivessem incluído, ele estaria em algum lugar no Novo Testamento, como os nove outros mandamentos estão.
————
2º – De todas as palavras proferidas por Jesus na terra, somente quatro referências são feitas ao sábado: Mateus 12.8; 24.20; Marcos 2.27-28; Lucas 6.5. Ele apenas ensinou que é correto fazer o bem nesse dia e que nenhum dia é senhor do homem. Nem sequer uma vez ordenou alguma observância particular de nenhum dia específico.
————
3º – O antigo sábado judeu fazia parte do pacto entre Deus e Israel e era um símbolo e sinal daquela aliança (Êxodo 20.8-11; 31.13-28; Ezequiel 20.12-20). O pacto não havia sido feito com os homens antes de Moisés (Deuteronômio 5.2-3), nem com os gentios e a igreja (Deuteronômio 4.7-10; Romanos 2.14). O sábado não é para eles.
————
4º – Dos dez mandamentos, o quarto era o único cerimonial e não uma lei moral. Seu único propósito era celebrar o livramento da escravidão egípcia, quando Israel não tinha descanso (Deuteronômio 5.15). Era apenas uma tipologia do descanso eterno (Colossenses 2.14-17; Hebreus 4.1-11; 10.1). Era natural que ele ficasse fora da nova aliança, na qual a realidade do descanso veio daquilo que era uma sombra (Mateus 11.28.29; Colossenses 2.14-17). 

Os benefícios físicos e espirituais de um descanso podem ser alcançados em qualquer outro dia da semana, e não apenas no sábado.
————
5º – O quarto mandamento era o único que poderia acabar se tornando mera forma sem afetar a moral dos homens. Todos os outros dizem respeito às obrigações morais dos homens. 
É o único dos dez mandamentos que poderia ser eliminado e ainda restar uma lei moral para os homens.
————
6º – Deus predisse e prometeu que Ele eliminaria o antigo sábado judeu (Isaías 1.10-15; Oséias 2.11).
————
7º – Os profetas predisseram que Deus aboliria a antiga aliança e faria uma nova (Isaías 42.6; 49.8; 59.21; Jeremias 31.13-40; 32.37-44; Ezequiel 36.24-38). 

Há uma referência clara a isso no Novo Testamento em Mateus 26.28, Romanos 11.25-29 e Hebreus 8.8-12.
————
8º – Em nenhuma passagem o texto bíblico afirma que os homens devam guardar o sábado judeu para comemorar o antigo descanso da criação. 

O sábado era para comemorar o livramento do Egito (Deuteronômio 5.15). Era necessário para que os judeus pudessem se “lembrar” (Êxodo 20.8).
————
9º – É o único mandamento que poderia ser transgredido e foi transgredido sem que se infringisse uma lei moral. Israel marchou em um sábado (Números 33.3; Levítico 23.5-11; Josué 6.12-16; levantou o tabernáculo (Êxodo 40.1,17 com Levítico 23.5-11); examinou a terra de Canaã (Números 13.25) e lutou (Josué 6.12-16; 1Reis 20.29; 2Reis 3.9).

 Davi e outros transgrediram o sábado e foram considerados inocentes (Mateus 12.2-5).
————
10º – O Novo Testamento permite que os cristãos guardem qualquer dia como sábado, sendo essa uma das coisas flexíveis não incluídas em mandamento pela nova aliança (Romanos 14.1-3; Gálatas 4.9-11;Colossenses 2.14-17). O dia que os cristãos primitivos observavam, não por mandamento, mas por escolha, era o domingo ou o primeiro dia da semana. (Salmo 118.22-24: “A pedra que os edificadores rejeitaram tornou-se a cabeça de esquina. Da parte do Senhor se fez isto; maravilhoso é aos nossos olhos. Este é o dia que fez o Senhor; regozijemo-nos e alegremo-nos nele. 
Mateus 21.42: Disse-lhes Jesus: nunca lestes nas Escrituras: a pedra que os edificadores rejeitaram, essa foi posta por cabeça do ângulo; pelo Senhor isso foi feito isto, e é maravilhoso aos nossos olhos? Marcos 16.9: “E Jesus, tendo ressuscitado na manhã do primeiro dia da semana, apareceu primeiramente a Maria Madalena, da qual tinha expulsado sete demônios”. João 20.19: “Chegada pois a tarde daquele dia, o primeiro da semana, e cerradas as portas onde os discípulos, com medo dos judeus, se tinham ajuntado, chegou Jesus e pôs-se no meio deles e disse-lhes: Paz seja convosco”. 
Atos 20.7: “E no primeiro dia da semana, ajuntando-se os discípulos para partir o pão, Paulo, que havia de partir no dia seguinte, falava com eles e prolongou a prática até à meia-noite”. 2Coríntios 16.1-2: “Ora, quanto à coleta que se faz para os santos, fazei vós também o mesmo que ordenei às igrejas da Galácia. No primeiro dia da semana cada um de vós ponha de parte o que puder ajuntar, conforme a sua prosperidade, para que não se façam as coletas quando eu chegar”.


Fonte: CACP

A Guerra do Islã Radical contra o Ocidente


OBSESSÃO: A Guerra do Islã Radical Contra o Ocidente




Fonte: CACP

Romina Ashrafi: o assassinato de menina de 14 anos pelo próprio pai em ‘crime de honra’ que choca o Irã

Essa é a vida das mulheres sob o Islã 

No Irã, as mulheres vivem sob rígidos códigos morais e de vestuário
No Irã, as mulheres vivem sob rígidos códigos morais e de vestuárioAFP


Romina Ashrafi, uma adolescente de 14 anos, fugiu de sua casa na província iraniana de Guilán com seu namorado de 35 anos depois que o pai dela se opôs ao casamento deles.
No entanto, o casal foi encontrado pela polícia e Romina foi levada de volta à sua casa, apesar de ter dito que temia por sua vida.

E os temores dela tinham fundamento. Ela foi morta na semana passada por seu próprio pai.

O homem decapitou sua filha com uma foice e, depois de se render à polícia, disse que era um "crime de honra", uma prática que persiste em vários setores da sociedade iraniana e é praticada por familiares que alegam que as vítimas danificaram o prestígio ou a honra da casa.

O caso teve grande repercussão nos meios de comunicação do país.

O portal de notícias Gilkhabar.ir informou que o pai de Romina cometeu o assassinato e saiu para o pátio de sua casa ainda com a foice manchada com o sangue da filha.

O homem confessou o crime sem hesitação e apontou que se tratava de um "crime de honra", e que o cometera porque sua filha o desobedeceu e traiu sua família.
O caso ecoou por jornais iranianos, com vários órgãos lamentando o fracasso da legislação do país em proteger mulheres e meninas.
A hashtag #Romina_Ashrafi foi usada mais de 50 mil vezes no Twitter por usuários iranianos e a maioria deles condenou o assassinato e a natureza patriarcal da sociedade iraniana em geral.

Shahindokht Molaverdi, ex-vice-presidente para Assuntos da Família e da Mulher e atual secretária da Sociedade para a Proteção dos Direitos das Mulheres do Irã, escreveu: "Romina não é a primeira nem será a última vítima de crimes de honra".

Ela acrescentou que esses assassinatos continuarão "enquanto a lei e as culturas dominantes nas comunidades locais e globais não forem suficientemente dissuasivas".

O Código Penal Islâmico do Irã reduz medidas punitivas para pais e outros membros da família que são condenados por assassinato ou agredir fisicamente crianças em casos de violência doméstica ou "crimes de honra".
Se um homem for considerado culpado de assassinar sua filha em tais situações, a punição é de entre 3 e 10 anos de prisão, em vez da habitual sentença de morte ou do pagamento de diyeh (dinheiro de sangue, que é o pagamento à vítima ou herdeiros de uma vítima nos casos de homicídio, lesões corporais ou danos materiais) por assassinato.

Não há estatísticas sobre o número de "crimes de honra" que ocorrem no Irã, mas ativistas de direitos humanos relataram no ano passado que eles continuam a ocorrer, principalmente entre populações rurais e tribais.

Assassinatos e crimes de honra ocorrem em outros países do Oriente Médio e no sul da Ásia, embora esses crimes também tenham sido relatados em alguns países da Europa.

A maioria deles ocorre com a justificativa de que a vítima desobedeceu ou desonrou a família, manteve relações homossexuais ou sexo antes do casamento, entre outras.

fonte: R7


quinta-feira, 28 de maio de 2020

URGENTE: Malafaia denuncia crimes de Celso de Mello e Alexandre de Moraes

Pastor criticou novamente ações dos ministros do STF que usurpam competências de outros poderes e censuram quem os critica




“Ministros do STF cometem crime. Eles estão acima da Constituição? Claro que não! Todos estão sujeitos às leis. Assista, tire suas conclusões e compartilhe. O povo brasileiro precisa saber disso”, disse Malafaia.

O pastor Silas Malafaia detonou a Suprema Corte após operação da Polícia Federal (PF) na manhã desta quarta-feira (27) que cumpriu 29 mandados de busca e apreensão no chamado inquérito das fake news, aberto no ano passado para apurar ofensas e ataques a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Em uma série de tuítes o pastor falou sobre o estado de censura imposto pela Corte a blogs e sites conservadores. Também criticou o fato de não ter havido nenhuma ação contra a grande mídia, verdadeira fábrica de fake news no Brasil.

Fonte: JMnotícias



segunda-feira, 25 de maio de 2020

Coronavírus: OMS alerta sobre máscara ser desnecessária para pessoas saudáveis...


Coronavírus: OMS alerta sobre máscara ser desnecessária para pessoas saudáveis... 



LucaLorenzelli/Getty Images/iStockphoto
Imagem: LucaLorenzelli/Getty Images/iStockphoto

O porta-voz da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tarik Jasarevic, lançou um alerta hoje sobre o uso indiscriminado de máscaras pelas pessoas que não querem se infectar pelo novo coronavírus, garantindo que possa haver uma falsa sensação de segurança.

 "O uso não é requerido para pessoas saudáveis. Ao invés disso, as pessoas com sintomas é que devem usá-las, para proteger os demais, assim como os que cuidam dos doentes em casa e estão mais expostos ao vírus", explicou o representante da entidade.

Jasarevic reforçou uma orientação que foi dada ainda no início da propagação da covid-19, de que há outras formas mais eficazes de prevenção. 

"O uso de máscaras, em si, não garante a proteção, se não for combinado com outras medidas. O problema é que as pessoas que a utilizam podem ter um falso sentimento de segurança e esquecer de outros atos essenciais, como lavar as mãos", explicou.

O porta-voz da OMS ainda lembrou que, se o aparato não for bem colocado no rosto, o portador pode ter a tendência de tocar mais frequentemente a face, permitindo que o vírus entre no organismo pelas mucosas dos olhos, nariz e boca. 

Jasarevic, além disso, lembrou que as máscaras, fundamentais para alguns grupos, estão em falta em vários países, em mais um argumento para pedir que pessoas saudáveis que não estão convivendo com doentes, evitem utilizá-las.

De acordo com os dados mais recentes da OMS, 693.224 foram infectadas em todo o planeta pelo novo coronavírus, e mais de 33 mil morreram.




sexta-feira, 22 de maio de 2020

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a divulgação do vídeo da reunião ministerial de 22 de abril. Assista acima ao vídeo da reunião ministerial com Bolsonaro.


O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a divulgação do vídeo da reunião ministerial de 22 de abril. Assista acima ao vídeo da reunião ministerial com Bolsonaro.


Lula saúda impacto positivo do coronavírus e imprensa minimiza

Depois de mais uma declaração desastrosa do ex-presidente, a imprensa passa pano e repercute o fato focando apenas em um vago pedido de desculpas


PATRICIA LAGES - R7

Imprensa minimizou fala de Lula sobre o coronavírus

Imprensa minimizou fala de Lula sobre o coronavírus

Andrew Medichini/ Associated Press/ Estadão Conteúdo - 13.02.2020
Uma frase de Denzel Washington define bem como anda o jornalismo dos nossos tempos: “Se você não lê os jornais é desinformado e se lê os jornais é mal informado”. Isso porque o que interessa atualmente é dar a notícia primeiro que todo mundo, mesmo que a informação não tenha sido devidamente checada. Além disso, tudo o que é bombástico é bem-vindo, ainda que destrua a reputação de muita gente.
Nessa corrida pela audiência vale quase tudo. Sim, quase. Não por respeito ao leitor, zelo para com a notícia ou compromisso com a verdade, mas sim, para proteger a todo custo aqueles que, por algum motivo obscuro, podem fazer o que quiserem que sempre “sairão bem na foto”.
E o ex-presidiário Lula – e seus satélites – é um dos protegidos por grande parte da imprensa. Seu conjunto de frases desastrosas ganharia as primeiras páginas dos jornais e as home pages dos sites de notícias caso cumprissem um único requisito: que não tivessem sido ditas por ele.
As frases infelizes do presidente Jair Bolsonaro – que também não perde a oportunidade de proferi-las – são repercutidas à exaustão e, em alguns casos, até com um certo exagero. Tudo e qualquer coisa é tratada como xenofobia, misoginia, machismo e nazismo. Ao contrário das falas de Lula, sempre minimizadas e recebidas como pérolas de bom humor.
O que aconteceria se a frase “Ela (Dilma Rousseff) não é nenhuma nordestina. Ela é uma mulher bem formada”, tivesse sido dita por Bolsonaro? Seria um prato cheio para uma acusação de xenofobia. Mas como saiu da boca de Lula, trata-se apenas de uma frase, e daí?
E se qualquer outra pessoa – que não tem passe-livre com a imprensa – tivesse dito que a cidade gaúcha de Pelotas é exportadora de veado? Homofobia, claro! Mas, não... espere! A frase foi dita por Lula, então foi apenas uma brincadeira!
E o que dizer do silêncio das feministas quando Lula perguntou “Cadê as mulheres de grelo duro do nosso partido? A misoginia da frase foi solenemente ignorada. Ah, gente! Não foi isso que ele quis dizer... Ele só é uma pessoa muito criativa!
E o que dizer da sua admiração pelo representante maior do nazismo demonstrada na frase: “O Hitler, mesmo errado, tinha aquilo que eu admiro em um homem.” Alguma comoção? Não, nenhuma. Ele apenas mencionou um líder do passado, ué! O que tem isso?
E, finalmente chegamos à pior frase já proferida sobre o coronavírus: “Ainda bem que a natureza, contra a vontade da humanidade, criou esse monstro chamado coronavírus.” Uma saudação clara sobre um “lado positivo” do vírus chinês que, na interpretação de Lula, foi concebido pela natureza. Um tipo de acontecimento orgânico que serve para mostrar ao mundo inteiro o quanto as pessoas devem depender do Estado.
Será que ele se refere àquele mesmo Estado que ele presidiu durante anos e que criou monstros chamados mensalão, petrolão e o maior esquema de corrupção da história brasileira? É desse Estado que devemos depender? Ou é do país onde até mesmo a pobreza foi erradicada, mas que só existe na cabeça desse homem que agora parece ter solução para todos os problemas do Brasil?
Lula até pediu desculpas, mas como todo bom “marqueteiro”, o fez exaltando a si mesmo: “a palavra desculpa foi feita pra gente usar com muita humildade”. E, de quebra, minimizou o fato, dizendo que “‘se’ algum dos 200 milhões de brasileiros ficou ofendido, peço desculpas.” Ou seja, ele é uma pessoa humilde e não ofendeu ninguém, mas “se” alguém se sentiu ofendido, não foi culpa dele.
Nos dias de hoje realmente temos que ter muito critério com o que lemos e ouvimos. Precisamos optar por viver na desinformação ou na má informação. Tempos difíceis.
Autora
Patricia Lages é autora de 5 best-sellers sobre finanças pessoais e empreendedorismo e do blog www.bolsablindada.com.br. É palestrante internacional e comentarista do JR Dinheiro, no Jornal da Record.