Notícias do Mundo Inteiro

Header Ads

A Lei e os Profetas duraram até João (Lc 16:16-18)



Gostaria de transcrever aqui, alguns vers. da palavra de Deus, que se encontram em Lucas 16:16 a 18, que diz :
16 A lei e os profetas vigoraram até João; desde então é anunciado o evangelho do reino de Deus, e todo homem forceja por entrar nele.

17 É, porém, mais fácil passar o céu e a terra do que cair um til da lei. 18 Todo aquele que repudia sua mulher e casa com outra, comete adultério; e quem casa com a que foi repudiada pelo marido, também comete adultério.
Observe, Jesus estava sendo críticado pelos escribas e fariseus; aí então Ele começa a falar sobre a lei e os profetas, bem como de sua validade até João.
Desde então é anunciado o reino de Deus. Depois Jesus para, e volta novamente a dizer : É mais fácil passar o céu e a terra do que cair um til sequer da lei. Parece uma contradição de Jesus, não é mesmo? Ele afirma que a lei durou até João. Depois ele fala que é mais fácil passar o céu e a terra do que cair um til sequer da lei. Mas, então, porque ele diz isto, se Ele (Jesus), nunca iria enganar-se?
A resposta está, no vers. 18.
Interessante, neste versículo, estaria Jesus mais uma vez, entrando em contradição e mudando de assunto de uma hora para outra?
Iria Ele iniciar um sermão sobre casamento e adultério, e mudou de idéia?
Claro que não.
Foi daqui que Paulo extraiu sua rica exegese sobre a lei e a graça.
Conforme Romanos cap. 7, que diz :
Ou ignorais, irmãos (pois falo aos que conhecem a lei), que a lei tem domínio sobre o homem por todo o tempo que ele vive?
Porque a mulher casada está ligada pela lei a seu marido enquanto ele viver; mas, se ele morrer, ela está livre da lei do marido.
De sorte que, enquanto viver o marido, será chamado adúltera, se for de outro homem; mas, se ele morrer, ela está livre da lei, e assim não será adúltera se for de outro marido.
Assim também vós, meus irmãos, fostes mortos quanto à lei mediante o corpo de Cristo, para pertencerdes a outro, àquele que ressurgiu dentre os mortos a fim de que demos fruto para Deus.
Pois, quando estávamos na carne, as paixões dos pecados, suscitadas pela lei, operavam em nossos membros para darem fruto para a morte.
Mas agora fomos libertos da lei, havendo morrido para aquilo em que estávamos retidos, para servirmos em novidade de espírito, e não na velhice da letra.
Que diremos pois? É a lei pecado? De modo nenhum. Contudo, eu não conheci o pecado senão pela lei; porque eu não conheceria a concupiscência, se a lei não dissesse: Não cobiçarás. 
Jesus disse: Qualquer que deixa sua mulher(lei) e casa com outra(graça), adúltera, e aquele que casa com a repudiada(lei) pelo marido(autor da lei) adúltera também. Paulo explica isto de maneira tremenda, nos vers. 02,03,04.
Então meu amigo Theo (adventista), todo aquele que não entende que o autor da lei(Jesus) morreu segundo a carne, pagando toda a exigência da lei do marido; mas que também ressucitou para pertencermos à Ele mesmo( a graça salvífica – outro marido) comete adultério.
Os adultéros não herdarão o reino de Cristo e de Deus!
Porque a mulher casada está ligada pela lei a seu marido enquanto ele viver; mas, se ele morrer, ela está livre da lei do marido.
De sorte que, enquanto viver o marido, será chamado adúltera, se for de outro homem; mas, se ele morrer, ela está livre da lei, e assim não será adúltera se for de outro marido.
Assim também vós, meus irmãos, fostes mortos quanto à lei mediante o corpo de Cristo, para pertencerdes a outro, àquele que ressurgiu dentre os mortos a fim de que demos fruto para Deus. 
Toda seita que quer conciliar a salvação mediante a qualquer argumento da lei, estará rejeitando aquele que morreu pagando o preço tão glorioso para a salvação. Isto é chamado por Jesus e contextualizado por Paulo, como adultério.
Escolhei hoje, quem será a tua salvação: A LEI – CUJO AUTOR MORREU. OU JESUS – AQUELE QUE RESSUCITOU E CUMPRIU A LEI POR NÓS.
Se escolheres os DOIS, és adúltero você e qualquer seita que quer ter dois maridos.
Fonte: CACP

Postar um comentário

0 Comentários