Pular para o conteúdo principal

O Islã e a mutilação do clitóris infantil

Mulher muçulmana tem vida sofrida desde o seu nascimento



A circuncisão feminina é de longe o método mais brutal de preservação da virgindade da mulher muçulmana. O processo envolve a ablação do clitóris e dos lábios maiores e menores, bem como a raspagem das paredes da vagina com um objeto afiado – um caco de vidro, lâmina de barbear ou faca de cozinha (com quase zero de higienização). Em seguida, as pernas são atadas até que as paredes vaginais cicatrizem e se fechem. Isso ocorre em mais de trinta países, incluindo o Egito, a Somália e o Sudão. Embora não prescrito pelo Alcorão, esse costume de origem tribal tornou-se quase uma obrigação religiosa para aqueles muçulmanos que não podem dispensar suas meninas do trabalho fora de casa, e como tal é defendido. Seus advogados argumentam que a circuncisão das mulheres existia antes e durante a vida de Maomé, não tendo sido explicitamente proibida pelo profeta. A assim chamada infibulação (literalmente “sutura”) serve como um selo de garantia das mulheres e é realizada sob os olhares vigilantes de mães, tias, avós e outras guardiãs femininas.
A falta de confiança nas mulheres atinge seu ápice durante o teste da noite de núpcias: será que a noiva muçulmana é virgem ou não? Devido ao apartheid de gênero pelo qual as mulheres são banidas da vida pública, um homem muçulmano não dispõe de nenhum meio natural para conhecer uma melhor por quem posso se apaixonar.  Por essa razão, a escolha fica a cargo de sua família, pois somente esta saberia onde encontrar uma virgem autêntica. Embora muitas vezes nem sequer se conheçam, os recém-casados são obrigados a ter uma relação sexual na noite de núpcias. Mesmo que a moça não queira e seu corpo se feche de medo e repulsa, ela terá de fazê-lo. E ainda que o marido também não o queira, deve provar sua Virilidade e potência. Os convidados aguardam do lado de fora, até que seja exibido um lençol sujo de sangue. Esta relação compulsória é de fato um estupro socialmente sancionado e também uma flagrante negação do valor do individuo…
Após o casamento, a desconfiança contra as mulheres aumenta ainda mais – agora que a noiva foi declarada, o medo de seu marido assume proporções ainda maiores, ele acaba de romper a única garantia de que sua mulher nunca irá para a cama com outro homem. A partir de agora, o único meio de impedir que a esposa o engane é evitar, na medida do possível, que ela tenha acesso ao mundo externo. Ela não pode dar um passo fora de casa sem a permissão ou companhia do marido. Tal autoridade seria supostamente concedida por Alá e por tradições seculares. No século XI, o imã Al-Ghazzali, um sábio muito conhecido entre os ortodoxos, escreveu: “A mulher bem-educada […] não deixa seu lar, a não ser com a expressa aprovação do marido e trajando roupas velhas e desprovidas de atrativos”. E também: “Sempre põe os direitos do marido na frente dos seus e dos da sua família. E limpa e asseada e está sempre preparada para que ele desfrute sexualmente dela”.
Extraído do livro A VIRGEM NA JAULA, HIRSI, Cia das Letras, 1º Edição. Páginas 45, 46 E 47

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Quem são os 7 pastores mais respeitados do Mundo; Saiba agora

Não é uma tarefa tão fácil escolher entre tantos o 7 pastores mais respeitados do Brasil. Com certeza alguém poderá ficar de fora, outra questão é escolher entre as tantas linhas religiosas que existem Não é uma tarefa tão fácil escolher entre tantos o 7 pastores mais respeitados do Brasil. Com certeza alguém poderá ficar de fora, outra questão é escolher entre as tantas linhas religiosas que existem. Outra pergunta é: Ele é tão bom, se é! Por que é? Ou é escolhido bom apenas pela sua fama? Muitas vezes o bom é aquele que contraria as multidões, mas o bom pode também estar entre as multidões, “Não devemos esquecer que por se tratar da Palavra de Deus, o discurso do pregador deve ser embasado nas Escrituras sempre” então fica ai minha dica e junto também uma de suas mensagem. No VÍDEO abaixo você vai conferir os nomes dos pastores que o Brasil inteiro conhece. São pastores de grandes ministérios que contem números altos de fieis sobre a presença de Deus. Hoje nas

Mais um que apoia o Partido das Trevas: Pastor Daniel Elias da Assembleia de Deus vira garoto propaganda do PT para atrair evangélicos

O pastor é uma das armas do PT para se infiltrar nas igrejas evangélicas Pastor Daniel Elias (Reprodução) A nova estratégia do PT (Partido dos Trabalhadores), para ter um melhor desempenho nas eleições municipais de 2020, é a aproximação dos evangélicos. A pedido do ex-presidente Lula, o partido está criando núcleos evangélicos nos estados para tentar conquistar a classe evangélica que já provou que pode fazer a diferença nas urnas. Uma das armas do PT para se infiltrar nas igrejas é o pastor da Assembleia de Deus de Duque de Caxias RJ, Daniel Elias. O líder religioso é militante do PT e discípulo fiel de Lula. Há um ano ele virou notícia em todo país quando viajou até Curitiba, no Paraná, para realizar um ato profético em favor do ex-presidente que estava preso na carceragem da Polícia Federal (PF). Daniel Elias, de 38 anos, ungiu o cadeado do portão da sede da PF. O pastor admite que a articulação enfrenta dificuldades.  “O grupo ligado à direita chegou primeiro

IRMÃ DULCE, SANTA? SERÁ? IRMÃ DULCE E O SEU LADO OBSCURO

IRMÃ DULCE E O SEU LADO OBSCURO Retrato de Irmã Dulce Deixar de reconhecer que a D. Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, filha de Augusto Lopes Pontes e de Dulce Maria de Souza Brito, conhecida mundialmente como Irmã Dulce, fez um trabalho filantrópico, sacrificial, e altruísta, é ser um ignorante, tendencioso e ingrato. Nascida em 26 de maio de 1914, na capital baiana, e falecida no dia 13 de março de 1992,  foi uma religiosa católica brasileira que dedicou a sua vida a ajudar os doentes e os mais necessitados. Foi beatificada pelo Papa Bento XVI, no dia 10 de dezembro de 2010, passando a ser reconhecida com o título de "Bem-aventurada Dulce dos Pobres". Será canonizada pelo Papa Francisco em uma celebração no Vaticano no dia 13 de outubro de 2019. Por ser muito jovem ela foi recusada pelo Convento de Santa Clara. Formou-se em professora primaria em 08 de fevereiro de 1932 e um ano após entrou para a Congregação Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição de D