Pular para o conteúdo principal

Pastores de Hong Kong serão presos e extraditados para a China com novas leis

Por Michael Caceres

Regime comunista chinês está perseguindo opositores na região semiautônoma.
Alan Keung ora com manifestante em Hong Kong (Kim Kyung-Hoon / REUTERS)

O regime comunista chinês aprovou recentemente uma lei de segurança nacional que impõe restrições para manifestações em Hong Kong e usará essa lei para perseguir, prender e extraditar pastores e opositores.

A lei permite enquadrar como atividade “subversiva e secessionista” qualquer ato contrário ao regime totalitário.
A China tem se movimentado para enquadrar ativistas pró-democracia na nova lei, incluindo pastores e líderes religiosos, que passam a sofrer o risco de extradição para dentro do país comunista caso participem dos atos populares que criticam a ditadura chinesa.
No esboço aprovado para novas leis, a China prevê quatro níveis de crimes em Hong Kong, incluindo sucessão, subversão do poder do Estado, atividades terroristas locais e colaboração com forças estrangeiras externas ou externas para pôr em risco a segurança nacional.
“De acordo com essas leis, clérigos de Hong Kong que apoiaram o movimento democrático de Hong Kong, como o cardeal Joseph Zen e o bispo auxiliar Joseph Ha Chi-shing, podem ser extraditados para a China continental para serem julgados, já que Pequim os considera ameaças. ao regime”, afirmou em um comunicado o International Christian Concern (ICC), órgão de vigilância cristão sediado nos EUA.
Para o pastor Alan Keung, 28 anos, que atuou durante manifestações em Hong Kong, promovendo atendimento com médico voluntário e oferecendo oração e cuidados espirituais aos feridos, a participação dos líderes evangélicos é fundamental neste momento de convulsão social.
“Eu não sou alguém que simplesmente fica na igreja e fala sobre humanidade, justiça e moralidade, e ignora o que está acontecendo na linha de frente”, disse ele à Reuters. “Não é isso que eu quero fazer. Quero mostrar minha companhia na linha de frente e estar na multidão quando for necessário.”
Nos últimos meses as manifestações pró-democracia ganharam força em Hong Kong, levando o regime chinês a tentar influenciar na questão e silenciar os opositores.
O governo chinês está tentando aplicar o Artigo 23 da Lei Básica, que diz que Hong Kong “promulgará leis por si só para proibir qualquer ato de traição, secessão, sedição ou subversão contra o Governo Popular Central”.
A onda de protestos aumentou com a ameaça de promulgação da nova lei, mas líderes do Partido Comunista da China dizem que as leis serão aplicadas em breve, permitindo a criação de milícias policiais ligadas ao partido para fiscalizar os cidadãos de Hong Kong, além da adoção de espiões comunistas na região.
Fonte: Gospel Prime

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Quem são os 7 pastores mais respeitados do Mundo; Saiba agora

Não é uma tarefa tão fácil escolher entre tantos o 7 pastores mais respeitados do Brasil. Com certeza alguém poderá ficar de fora, outra questão é escolher entre as tantas linhas religiosas que existem Não é uma tarefa tão fácil escolher entre tantos o 7 pastores mais respeitados do Brasil. Com certeza alguém poderá ficar de fora, outra questão é escolher entre as tantas linhas religiosas que existem. Outra pergunta é: Ele é tão bom, se é! Por que é? Ou é escolhido bom apenas pela sua fama? Muitas vezes o bom é aquele que contraria as multidões, mas o bom pode também estar entre as multidões, “Não devemos esquecer que por se tratar da Palavra de Deus, o discurso do pregador deve ser embasado nas Escrituras sempre” então fica ai minha dica e junto também uma de suas mensagem. No VÍDEO abaixo você vai conferir os nomes dos pastores que o Brasil inteiro conhece. São pastores de grandes ministérios que contem números altos de fieis sobre a presença de Deus. Hoje nas

Mais um que apoia o Partido das Trevas: Pastor Daniel Elias da Assembleia de Deus vira garoto propaganda do PT para atrair evangélicos

O pastor é uma das armas do PT para se infiltrar nas igrejas evangélicas Pastor Daniel Elias (Reprodução) A nova estratégia do PT (Partido dos Trabalhadores), para ter um melhor desempenho nas eleições municipais de 2020, é a aproximação dos evangélicos. A pedido do ex-presidente Lula, o partido está criando núcleos evangélicos nos estados para tentar conquistar a classe evangélica que já provou que pode fazer a diferença nas urnas. Uma das armas do PT para se infiltrar nas igrejas é o pastor da Assembleia de Deus de Duque de Caxias RJ, Daniel Elias. O líder religioso é militante do PT e discípulo fiel de Lula. Há um ano ele virou notícia em todo país quando viajou até Curitiba, no Paraná, para realizar um ato profético em favor do ex-presidente que estava preso na carceragem da Polícia Federal (PF). Daniel Elias, de 38 anos, ungiu o cadeado do portão da sede da PF. O pastor admite que a articulação enfrenta dificuldades.  “O grupo ligado à direita chegou primeiro

IRMÃ DULCE, SANTA? SERÁ? IRMÃ DULCE E O SEU LADO OBSCURO

IRMÃ DULCE E O SEU LADO OBSCURO Retrato de Irmã Dulce Deixar de reconhecer que a D. Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, filha de Augusto Lopes Pontes e de Dulce Maria de Souza Brito, conhecida mundialmente como Irmã Dulce, fez um trabalho filantrópico, sacrificial, e altruísta, é ser um ignorante, tendencioso e ingrato. Nascida em 26 de maio de 1914, na capital baiana, e falecida no dia 13 de março de 1992,  foi uma religiosa católica brasileira que dedicou a sua vida a ajudar os doentes e os mais necessitados. Foi beatificada pelo Papa Bento XVI, no dia 10 de dezembro de 2010, passando a ser reconhecida com o título de "Bem-aventurada Dulce dos Pobres". Será canonizada pelo Papa Francisco em uma celebração no Vaticano no dia 13 de outubro de 2019. Por ser muito jovem ela foi recusada pelo Convento de Santa Clara. Formou-se em professora primaria em 08 de fevereiro de 1932 e um ano após entrou para a Congregação Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição de D