Notícias do Mundo Inteiro

Header Ads

Prefeita eleita em Bauru é o novo alvo do 'ódio do bem'

 Na internet, a primeira prefeita da cidade é hostilizada por ser negra, evangélica e conservadora

Jéssica Rossa

A jovem mulher eleita na cidade de Bauru - SP, a jornalista Suéllen Rosim (Patriota) foi alvo de mensagens racistas publicadas em um grupo de WhatsApp e em redes sociais nesta segunda-feira (30) e afirmou que não vai se silenciar. Uma das mensagens dizia:

Suéllen Rosim - Reprodução/Facebook


“Bauru não merecia ter essa prefeita de cor com cara de favelada comandando nossa cidade. A senzala estará no poder nos próximos quatro anos”.

Sobre isso, ela contou à Folha:

“São coisas que sabemos que existem e nos chateiam porque isso não é algo que nos valida ou não. Combater o racismo é desgastante, mas necessário. Tomei as medidas, registrei um B.O. pedindo providências para responsabilizar os envolvidos”

Além disso, ao se dizer uma mulher negra, evangélica e conservadora, o tribunal ideológico da internet também logo apareceu com julgamentos por ela não seguir determinada cartilha proposta por eles. Em comentários no Tweet publicado pela Folha de uma matéria sobre ela, encontramos um vasto exemplo desse 'ódio do bem', que parece ser autorizado pela turma que diz pregar a paz e o amor. Estes são alguns que encontramos por lá:

"tão jovem e já estragou a vida sendo evangélica e conservadora?"

"Negro conservador é uma ofensa aos antepassados. O partido conservador brasileiro era formado por escravocratas."

"Esta criatura quer conservar o que? O que estes pseudos evangélicos querem conservar é a submissão da mulher mesmo quando a mesma é agredida e traída pelo cidadão de bem; o racismo qdo eles bem entendem, a homofobia q eles apontam como pecado, mas tem telhado de vidro..."

 Qual é o problema com as escolhas da moça? Afinal, ela não é livre para fazer suas próprias escolhas? À propósito, muitos desses comentaristas, ao menos sabem do real significado do Conservadorismo?

Fonte: MBLNEWS


Postar um comentário

0 Comentários